29 de maio de 2024

Tour de France 2016: Tom Dumoulin vence contra-relógio em Pont-d’Arc

Britânico Chris Froome chega em segundo e amplia sua liderança na classificação geral

Chris Froome (Sky) deu um enorme passo rumo a mais uma conquista no Tour de France. Na 13ª etapa realizada hoje (150, no contra-relógio individual, o ciclista britânico aumentou sua vantagem sobre seus principais concorrentes, Bauke Mollema (Trek), Adam Yates (Orica) e Nairo Quintana (Movistar) com uma vantagem que dificilmente desperdiçará nas próximas etapas.

Outro nome a brilhar hoje foi o português Nelson Oliveira (Movistar), que fechou a etapa na terceira colocação, a 1m31s de Tom Dumoulin (Giant), o vencedor do dia.

Depois do caos do Mont Ventoux ocorrido ontem, veio uma etapa de extrema importância. Entre Bourg-Saint-Andéol e Caverne du Pont-d’Arc, os ciclistas percorreram 37,5 km, em um contra-relógio individual que poderia permitir a Froome dar uma alavancada decisiva na classificação geral.

A 13ª etapa teve início sob um clima pesado causado pelo atentado terrorista ocorrido em Nice. A organização ainda ponderou suspender a corrida, mas acabou por decidir continuar, mediante a realização de várias homenagens. Como sinal de respeito pelas vítimas da tragédia, foi decidido desligar o volume da música e da publicidade das caravanas do Tour, tanto na partida, como na chegada. No pódio, foi cumprido um minuto de silêncio.

Outra notícia triste, mas não tão trágica, foi o abandono de três ciclistas: Thibaut Pinot, que contraiu uma bronquite, enquanto que Simon Gerrans e Edward Theuns desistiram devido a quedas na etapa anterior. Em dez participações, esta foi a terceira vez que Gerrans abandonou devido a lesões graves.

Este contra-relógio, não sendo uma crono-escalada, também esteve longe de ser plano, com duas subidas que permitiriam aos escaladores minimizar as perdas para os especialistas em contra-relógio. Isto equivale a dizer que esta etapa foi feita sob medida para Froome, que não só é um extraordinário escalador, como é forte na vertente do contra-relógio.

Já o vecedor do dia, o holandês Tom Dumoulin, praticamente ‘voou’ para um grande tempo, tirando mais de um minuto Sobre Chris Froome. Quintana e Yates fizeram marcas discretas (não são especialistas, longe disso), mas Froome, o último a partir para este contra-relógio, apesar de não ter batido Dumoulin, fez uma marca que lhe permitiu ganhar tempo a todos os rivais e pode ter sentenciado sua vitória nesta edição do Tour. O holandês Bauke Mollema foi sexto, mostrando que é o principal rival de Froome na luta pela vitória final.

Resultados da 13ª etapa

# Ciclista (País) Equipe Tempo
1 Tom Dumoulin (Ned) Team Giant-Alpecin 0:50:15
2 Christopher Froome (GBr) Team Sky 0:01:03
3 Nelson Oliveira (Por) Movistar Team 0:01:31
4 Jerome Coppel (Fra) IAM Cycling 0:01:35
5 Rohan Dennis (Aus) BMC Racing Team 0:01:41
6 Bauke Mollema (Ned) Trek-Segafredo 0:01:54
7 Geraint Thomas (GBr) Team Sky 0:02:00
8 Jon Izaguirre (Spa) Movistar Team 0:02:02
9 Tony Martin (Ger) Etixx – Quick-Step 0:02:05
10 Stephen Cummings (GBr) Dimension Data 0:02:24

Classificação geral após a 13ª etapa

# Ciclista (País) Equipe Tempo
1 Christopher Froome (GBr) Team Sky 58:02:51
2 Bauke Mollema (Ned) Trek-Segafredo 0:01:47
3 Adam Yates (GBr) Orica-BikeExchange 0:02:45
4 Nairo Quintana (Col) Movistar Team 0:02:59
5 Alejandro Valverde (Spa) Movistar Team 0:03:17
6 Tejay Van Garderen (USA) BMC Racing Team 0:03:19
7 Romain Bardet (Fra) AG2R La Mondiale 0:04:04
8 Richie Porte (Aus) BMC Racing Team 0:04:27
9 Daniel Martin (Irl) Etixx – Quick-Step 0:05:03
10 Fabio Aru (Ita) Astana Pro Team 0:05:16
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização