24 de abril de 2024
Raiza Goulão - Foto: Divulgação

Raiza Goulão obtém seu melhor resultado em Mundiais na elite do MTB

Atleta goiana completa a prova na 23ª colocação, com o tempo de 1h39min57

Nové Mesto na Morávia, na República Tcheca, sediou neste fim de semana o Campeonato Mundial de Mountain Bike 2016. A disputa feminina foi realizada no sábado, com vitória da dinamarquesa Annika Langvad com o tempo de 1h30min13, seguida pela norte-americana Lea Davison.

A brasileira Raiza Goulão, número 1 do Brasil e 15ª no ranking mundial, teve um início complicado e fechou o start loop (volta de apresentação) em 35º lugar. Daí em diante, ela fez uma prova de recuperação para encerrar em 23º, com o tempo de 1h39min57. Esta foi a melhor colocação da ciclista em Mundiais, após o 37º lugar na Noruega, em 2014, e o 28º lugar na Andorra, em 2015.

“Obtive com a 23ª colocação mais uma evolução em minha performance ao comparar com os resultados anteriores, porém confesso que acabei a prova com um gostinho de que poderia ter sido melhor, consciente de que sou capaz de estar no top 20. De qualquer forma, foi um grande aprendizado para o currículo”, avaliou Raiza. “Agora é descansar porque no fim de semana que vem tem mais uma etapa da Copa do Mundo, na Suíça, e em seguida o Campeonato Brasileiro, em Juiz de Fora (MG). Foco na recuperação e em busca de superação”, completou.

Entre os homens, a briga pelo título foi intensa, com vitória do suíço Nino Schurter, que superou o tcheco Jaroslav Kulhavy por apenas 17 segundos de vantagem, após Jaroslav ter liderado as três primeiras voltas. Com o resultado, Schurter alcança a marca de seu principal adversário, o francês Julien Absalon, cada um com cinco títulos mundiais.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização