29 de maio de 2024
Clemilda é tricampeã - Foto: Luis Claudio / CBC

Clemilda Fernandes conquista tricampeonato do Brasileiro de Ciclismo de Estrada

Após ouro no contra-relógio, atleta da Rio 2016 vence também a prova de resistência em Joinville (SC)

Depois de uma semana fria, típica de inverno, o sol apareceu neste sábado (25) em Joinville (SC) para embelezar o segundo dia de competições do Campeonato Brasileiro de Ciclismo de Estrada 2016. Mas quem brilhou mesmo foi a aniversariante do dia, Clemilda Fernandes, que ganhou pela terceira vez o título da prova de resistência na elite feminina. O resultado vem para coroar a boa fase da goiana, que irá representar o país na prova de resistência dos Jogos Olímpicos da Rio 2016.

Aproximadamente 70 ciclistas largaram para o percurso de 7 voltas, totalizando 112km pedalados. As atletas arriscaram fuga desde o início da prova, mostrando que a disputa não seria nada fácil até o fim. Janildes Fernandes (Clube Fernandes de Ciclismo) e Wellyda Rodrigues (Memorial/Santos) abriram vantagem e conseguiram assumir a liderança da prova na terceira volta, ficando 1min30s de distância, mas o pelotão principal seguiu num ritmo intenso, neutralizando o ataque. Na quarta volta, Clemilda Fernandes (Clube Fernandes de Ciclismo), que no dia anterior ficou com o ouro da prova de contrarrelógio, optou por uma estratégia agressiva e partiu para o ataque, seguida por Cristiane Pereira (Funvic Soul Cycles/São José dos Campos), Ana Paula Polegatch (Memorial/Santos) e Taise Maiara. O quarteto seguiu pedalando forte nas voltas seguintes e chegou a abrir 7minutos de vantagem para o pelotão, deixando a decisão da prova para a última volta.

Após sucessivos ataques nos 15km finais, Clemilda mostrou porque é atualmente a melhor atleta feminina da elite do país na prova, e no sprint final garantiu a vitória, com o tempo de 2h53min27s. Ana Paula Polegatch ficou com a prata (2h53min28) e Taise Maiara com o bronze (2h53min29s071), a poucos milésimos de Cristiane, quarta colocada (2h53min29s731).

Chegada com vitória de Clemilda - Foto: Luis Claudio / CBC
Chegada com vitória de Clemilda – Foto: Luis Claudio / CBC

“Hoje eu tenho muito a agradecer à minha irmã, que fez uma excelente prova, colocando todas as equipes para trabalhar no início da prova. Quando o pelotão conseguiu capturá-la, eu estava me sentindo bem, fazendo uma boa prova, então aproveitei a oportunidade para dar o contra-ataque. Treinei muito duro para estar aqui, ando muito concentrada para alcançar meu sonho, que é uma medalha na Rio 2016. O ciclismo brasileiro merece, o povo brasileiro também em ver esse espetáculo e vou dar o máximo de mim para conseguir atingir minha meta”, contou a atleta, que em agosto disputa sua terceira Olimpíada da carreira. “Agradeço imensamente todos meus apoiadores e a CBC pelo trabalho que vem realizando. No que depender de mim, farei meu melhor para conquistar uma medalha para o Brasil em agosto.”

Na Sub-23, a competição foi definida literalmente na linha de chegada. Thayná Araújo (Memorial/Santos) acabou ficando com o título, cravando 3h01min31s602, seguida por Wellyda dos Santos (Memorial/Santos), segunda colocada com 3h01min31s666, e Ana Paula Casetta (Clube Maringaense de Ciclismo), terceira, marcando 3h01min31s968.

Fonte:  Confederação Brasileira de Ciclismo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização