27 de maio de 2024

Xiaomi QiCycle, a bicicleta elétrica dobrável que pesa apenas 7,8kg

Fabricante de smartphones chinês diversifica e entra no concorrido mercado de mobilidade urbana com um modelo de bicicleta leve, portátil e barato

Mais conhecida por seus smartphones de alta performance e baixo custo, a chinesa Xiaomi está entrando com o pé direito no disputado mercado de mobilidade urbana com o lançamento da QiCycle, uma bicicleta elétrica dobrável que pesa apenas 7.8kg e que custa apenas 445 dólares.

Xiaomi QiCycle

Construída a partir de um quadro de fibra de carbono dobrável, a nova Xiaomi QiCycle quebra dois paradigmas na indústria ciclística, que afirmavam que bicicletas elétricas são pesadas e que modelos dobráveis são caros.

xiaomi_qicycle_folding_bike-630x447

O que torna a nova Xiaomi QiCycle única em sua categoria é a sua construção em fibra de carbono monocoque, o que a torna extremamente leve se comparada a outros modelos de bicicletas elétricas urbanas disponíveis no mercado.

Seu motor, integrado ao cubo dianteiro, é alimentado por uma bateria de lítio-íon Panasonic 18650 de 36 volts por 2900mAH, cuja energia é monitorada por uma sistema de gerenciamento inteligente que maximiza sua utilização, impedindo a perda de carga durante a pedalada. A bateria pode ser inteiramente recarregada em 3 horas e possui a autonomia declarada pelo fabricante de até 45km, além de fornecer energia para a iluminação de segurança embutida no quadro.

Xiaomi

O motor possui a potência de 250W é utiliza o princípio de auxílio eletro-assistido, no qual só funciona quando o ciclista pedala. Um circuito eletrônico mede a força aplicada aos pedais e ajusta automaticamente o torque do motor, aumentando ou diminuindo o nível de assistência de acordo com a necessidade. Para facilitar ainda mais a vida de seu utilizador, a QiCycle conta com transmissão Shimano Nexus de três velocidades.

Xiaomi QiCycle

Um painel com display de LCD instalado em seu guidão permite disponibilizar informações como velocidade, tempo, distância, calorias consumidas e autonomia da bateria.

Além da versão em fibra de carbono, a Xiaomi disponibiliza uma versão em alumínio da QiCycle, com 14kg de peso.

Xiaomi QiCycle

Conectividade – Como não poderia deixar de ser no caso de uma bicicleta desenvolvida por um dos maiores fabricantes de celulares do mundo, a QiCycle pode ser conectada via Bluetooth a qualquer smartphone com um aplicativo especial, permitindo o acesso do ciclista a dados como navegação, estatísticas de pedaladas, configurações utilização do motor e autonomia da bateria, entre outras informações.

Xiaomi

Mercado chinês – Para quem se interessou pela nova Xiaomi QiCycle, uma má notícia: apesar da potência de seu motor estar em conformidade com a legislação européia e brasileira, até o presente momento o fabricante chinês não pretende lançá-la no mercado internacional, destinando a bike apenas ao mercado chinês, que atualmente conta com mais de 200 milhões de modelos elétricos em suas ruas.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização