25 de abril de 2024

Acusado de corrupção, lenda do ciclismo Eddy Merckx pode ir a julgamento

Empresa do ex-ciclista teria ‘presenteado’ autoridades para fraudar processo de licitação para aquisição de bicicletas para a polícia belga

Considerado por muitos como o maior ciclista de todos os tempos, o belga Edouard Louis Joseph Merckx, mais conhecido por Eddy Merckx, está sendo investigado em seu país por um possível esquema de corrupção em uma licitação pública.

Segundo o jornal Dernière Heure, fiscais da Receita da Bélgica intimaram esta semana o ex-ciclista a depor sobre as circunstâncias que levaram sua empresa, a Eddy Merckx Cycles a ganhar uma licitação para o fornecimento de 46 bicicletas à brigada ciclística policial dos distritos de Anderlecht, Forest e Saint-Gilles durante o anos de 2006.

Testemunhas ouvidas pelas autoridades disseram que durante o processo, tanto o ex-comissário de polícia Phillipe Boucar quanto sua esposa teriam recebido bicicletas e outros ‘presentes’ de forma a favorecer o resultado da licitação em favor da empresa de Merckx, fornecendo arquivos com a lista de preços de outros fornecedores participantes da licitação.

A reportagem do Dernière Heure afirma ainda que a fraude na licitação, no valor total de 15 mil euros, seria parte de um esquema ainda maior de corrupção, envolvendo o ex-chefe de polícia Gérald Noon e outras autoridades policiais.

Procurado pelo jornal Le Soir, Eddy Merckx recusou-se a comentar a intimação: “Não tenho nada a declarar, vamos ver o que acontece”, disse o ex-ciclista.

Segundo o periódico belga, a investigação, que teve início em 2007, terá sua primeira audiência marcada para o mês de setembro.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização