28 de maio de 2024
Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

Prefeito do Rio garante que irá reconstruir ciclovia a tempo para as Olimpíadas

Eduardo Paes disse que vai punir responsáveis pelo acidente, que matou pelo menos duas pessoas

Em entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira (25), o prefeito do Rio, Eduardo Paes, afirmou irá reconstruir o trecho da Ciclovia Tim Maia, destruída por uma onda no último dia 21, a tempo das Olimpíadas. Paes disse também que irá identificar e punir os responsáveis pelo desabamento que deixou pelo menos duas pessoas mortas.

Segundo o prefeito, a reconstrução da via deverá ser realizada pelo mesmo consórcio responsável pela execução do projeto inicial, a Contemat/Concrejato. Neste ínterim, o trecho da ciclovia, localizado na Avenida Niemeyer, no bairro de São Conrado, Zona Sul do Rio, não tem previsão para ser reaberta a pedestres e ciclistas.

Devido à interdição, muitos pedestres e ciclistas estão se arriscando ao trafegar entre os carros. Apenas no trecho localizado entre o Morro do Vidigal e o Leblon está permitida a circulação de pessoas.

Número de vítimas ainda é incerto – Apesar das buscas por outras possíveis vítimas da tragédia terem sido encerradas, o corpo de bombeiros do Rio continua monitorando a região. Desde domingo (24), a corporação diminuiu o efetivo para duas equipes: uma no Posto 13 e outra em frente ao acidente.

O responsável pela investigação, delegado José Alberto Pires, assistiu neste sábado (23) a imagens da câmera de segurança de um ônibus que trafegava pelo local no momento do desabamento. Pires declarou que, pelas imagens e testemunhos do ocorrido, ainda não é possível ter certeza sobre a quantidade de pedestres ou ciclistas atingidos pela água na quinta-feira (21). Ele fez um apelo para que as pessoas procurem a polícia e os bombeiros em caso de possíveis vítimas do desabamento.

A Polícia Civil do Rio abriu inquérito por homicídio culposo (sem intenção de matar) e convocou para a próxima semana o depoimento dos responsáveis pelo projeto, execução e fiscalização da obra. Além da polícia, o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea-RJ) também abriu investigação para apurar as responsabilidades dos engenheiros.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização