22 de abril de 2024
Renato Rezende - Foto: Craig Dutton / CBC

Recuperado de fratura, Renato Rezende continua na busca por uma vaga na Rio 2016

Melhor brasileiro no ranking do BMX mundial, atleta da Seleção Brasileira disputa a 3ª etapa da Copa do Mundo de BMX Supercross, entre os dias 7 e 8 de maio

Foram sete semanas de muita determinação e disciplina, mas Renato Rezende está pronto para seguir na batalha por uma vaga nos Jogos Olímpicos do Rio 2016. O piloto brasileiro fraturou a clavícula em uma competição internacional classe 1 da UCI nos Estados Unidos logo no início da temporada 2016, em fevereiro, e precisou se afastar das pistas para se recuperar da lesão. Após um trabalho multidisciplinar junto à comissão técnica da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), o atleta foi liberado para voltar aos treinos com a bicicleta e espera retomar o ritmo de competição rapidamente.

“Agradeço imensamente o excelente trabalho da comissão técnica para o meu retorno breve e todo suporte oferecido CBC e Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Claro que não vai dar pra pegar pesado logo de cara, ainda tenho pequenas limitações para os obstáculos, mas não sinto mais dores como antes e isso certamente irá passar rapidamente. Farei o meu melhor para ficar 100% o mais breve possível”, contou o atleta, que é o melhor brasileiro no ranking do BMX mundial, na 13ª colocação.

Piloto é um dos destaques da Seleção Brasileira de BMX - Foto: Maxmiliano Blanco / CBC
Piloto é um dos destaques da Seleção Brasileira de BMX – Foto: Maxmiliano Blanco / CBC

Renato agora se concentra em Paulínia, interior de São Paulo, onde fará um trabalho de reabilitação com suporte de academia, fisioterapia, bike e acessórios prescritos pela comissão técnica já focado nos próximos desafios. No fim do mês, dia 24 de abril, o piloto embarca para Papendal, na Holanda, para duas semanas de treinos e disputa da 3ª etapa da Copa do Mundo de BMX Supercross, marcada entre os dias 7 e 8 de maio. Depois da prova, deve ficar mais um período treinando na Holanda e no dia 20 de maio, o brasileiro segue para Medelin, na Colômbia, para participar do Campeonato Mundial de BMX, marcado de 25 à 29 de maio.

“A partir de agora ele poderá aumentar sua carga de estímulos específicos e realizar treinos na pista sem problemas. Graças ao suporte da confederação e do comitê olímpico ele pôde voltar ao Brasil rapidamente para fazer a cirurgia e três dias depois da operação já iniciou o trabalho de fisioterapia. Essa agilidade no processo de recuperação certamente foi muito importante para que ele se recuperasse rapidamente. Também é preciso destacar a determinação do Renato, a vontade dele em voltar rápido. Ele seguiu à risca todas as recomendações para acelerar o processo, nós também tivemos muito cuidado para que ele não pulasse nenhuma etapa. A parte física ele também perdeu muito pouco. Então, estamos muito empolgados e satisfeitos”, afirmou Daniel Jorge, técnico da Seleção Brasileira de BMX.

Fonte: Confederação Brasileira de Ciclismo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização