24 de abril de 2024
Chegada da 1ª etapa - Foto: Luis Claudio / CBC

Brasileiros dominam pódio na etapa de abertura da Volta Ciclística Internacional do RS 2016

Murilo Afonso foi o grande destaque da primeira etapa, conquistando a vitória e a liderança provisória da competição

O percurso entre Novo Hamburgo e Farroupilha, dois grandes destinos turísticos do sul do Brasil, ficou mais agitado nesta quarta-feira (6). A Volta Ciclística Internacional do Rio Grande do Sul levou para a BR 116 e a RS 456 mais de cem ciclistas do Brasil e do exterior em uma disputa emocionante pelo título da terceira edição do evento, que tem status classe 2.2 da UCI. Para a alegria da torcida local, o destaque da primeira etapa ficou para os brasileiros, que pedalaram forte e dominaram um dos percursos mais técnicos e duros da competição. Murilo Affonso foi o grande campeão da etapa, seguido Kleber Ramos, segundo, e Alan Maniezzo, terceiro.

“Desde o início imaginávamos que a etapa seria duríssima devido as subidas. Com 80 km acabei saindo em uma fuga contra dois adversários, mas o meu técnico sempre acreditou e pediu para seguir em frente. Na metade da subida um deles acabou ficando e chegou o meu companheiro de equipe bozó. Seguimos firme e confiantes e acabamos conquistando uma dobradinha para a equipe. Agora é continuar o trabalho pensando nas próximas etapas”, declarou Murilo.

Pódio com vitória para Murilo Affonso - Foto: Luis Claudio / CBC
Pódio com vitória para Murilo Affonso – Foto: Luis Claudio / CBC

A prova começou bem disputada com vários ciclistas tentando abrir fuga durante os primeiros quilômetros. Conforme o tempo passava, as equipes foram acelerando cada vez mais em busca da vitória. No km 88, Maurício Knapp, Alan Maniezzo e Murilo Affonso se arriscaram e chegaram a colocar mais de um minuto de diferença para o pelotão principal, mas Maurício acabou não conseguiu manter o ritmo e Kleber Ramos acabou ocupando seu lugar entre os líderes. O novo trio seguiu embalado até a linha de chegada, que coroou uma dobradinha para a equipe Funvic/Soul Cycles através dos atletas Murilo Ferraz e Kleber Ramos, primeiro e segundo colocados, respectivamente. A dupla completou a prova em 3h39min19s. Com o resultado, Kleber Ramos assumiu a camiseta verde de classificação por pontos.

Alan Maniezzo terminou em terceiro e ainda venceu os dois prêmios de montanha do dia, ganhando o direito de vestir a blusa branca com bolinha vermelha na segunda etapa. O atleta da equipe São Francisco Saúde/Ribeirão Preto fez uma prova agressiva desde o início, mas acabou tendo problemas mecânicos no último quilômetro e perdeu a oportunidade de brigar pela vitória na etapa, mesmo terminando com o mesmo tempo do campeão. O atleta também foi penalizado com 1 minuto na classificação geral por ter recebido equipamento de uma equipe adversária para terminar o percurso.

“Foi uma etapa muito complicada, no primeiro dia todo mundo está bastante nervoso. Mas a estratégia era saltar nas fugas principais e acabou dando certo. Sai em uma fuga com atletas fortes e seguimos até o final. Apesar do problema mecânico no último quilômetro estou feliz por ter conquistando os dois prêmios de montanha e seguir na briga pelo título geral que é o nosso principal objetivo”, declarou Maniezzo.

Depois de um trajeto montanhoso, que exigiu muito fôlego dos ciclistas, a segunda etapa, que ocorre nesta quinta-feira (7) promete dar uma pequena folga aos atletas. O percurso relativamente plano de 161km, com largada e chegada em São Francisco de Paula e passagem por alguns canyons de Cambará do Sul, irá exigir muita concentração e velocidade dos atletas.

Fonte: Confederação Brasileira de Ciclismo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização