19 de maio de 2024
Foto: Diego Alves / Prefeitura de Vitória

Vitória (ES) adere ao sistema de compartilhamento de bicicletas

Bike Vitória vai oferecer 200 bicicletas em 20 pontos da cidade a partir de maio

A Prefeitura de Vitória (ES) anunciou na tarde desta terça-feira (5) que a cidade passará a contar, a partir de maio, com um novo sistema de bicicletas compartilhadas.

O Bike Vitória ofertará 200 bicicletas para aluguel em 20 pontos da cidade. O sistema funcionará todos os dias da semana, das 6h às 23h, para retirada das bikes, e 24horas por dia, para devolução.

Alimentadas a energia solar, as estações do Bike Vitória estarão disponíveis nos eixos Camburi–Praia do Canto e São Pedro–Centro, sendo dez pontos de aluguel em cada um.

O sistema será inaugurado até maio deste ano, com cinco estações (veja os locais abaixo) e 50 bicicletas. As demais estações deverão estar em operação até julho deste ano.

“O sistema de bicicletas públicas compartilhadas completa a nossa estratégia de transformar as bikes em um importante meio de transporte em Vitória, devido às curtas distâncias na cidade. Com a ampliação das ciclovias e ciclofaixas que fizemos na nossa gestão, Vitória tem tudo para se tornar a Amsterdã brasileira, a capital das bicicletas”, comparou o prefeito da capital capixaba Luciano Rezende.

Coletiva Bike Vitória - Foto: Diego Alves / Prefeitura de Vitória
Coletiva Bike Vitória – Foto: Diego Alves / Prefeitura de Vitória

Para o diretor-presidente da Unimed Vitória, Márcio de Oliveira Almeida, a iniciativa trata de uma ação inovadora no município, que tem investido, de forma singular, na qualidade de vida da população.

“Vitória vai ganhar muito com este projeto, que é sucesso em grandes capitais do país e em diversas partes do mundo. A Unimed Vitória atua no segmento de promoção à saúde e o sistema de bicicletas compartilhadas está alinhado ao nosso posicionamento, uma vez que promove a sustentabilidade, coletividade, qualidade de vida e responsabilidade socioambiental”.

Também engajado em apoiar o projeto, o diretor-executivo do Sicoob, Nailson Dalla Bernadina, reforça o compromisso da instituição com o desenvolvimento dos locais onde atua.

“As cooperativas, por essência, buscam a obtenção de bons resultados para as pessoas por meio da mutualidade. Essa ação vai ajudar a melhorar a mobilidade urbana, o meio ambiente, o lazer e a saúde da população. Haverá ganhos em qualidade de vida para a sociedade”.

Sistema de compartilhamento – Para usar o Bike Vitória, será disponibilizado um aplicativo especial, nas plataformas iOS e Android. Será possível também acessar pela internet um site do projeto, que será lançado até a inauguração.

Para adquirir o passe, bastará fazer um cadastro e informar os dados do cartão de crédito. Após aceitar o contrato e as regras de utilização do usuário com a empresa que administra o sistema, o ciclista poderá adquirir os créditos virtualmente.

Para retirar a bicicleta, o usuário se dirigirá à estação mais próxima. Com o celular, utilizará o aplicativo, que pedirá o número da estação e a identificação da bike escolhida. Assim que for efetuada a escolha, a bicicleta será liberada automaticamente para o uso. O ciclista também poderá fazer a contratação por telefone ao ligar para um call center.

O usuário terá três opções de contratação. Para um dia, o valor da utilização das bicicletas será de R$ 5,40. Já a mensalidade será de R$ 10,80. Também será possível optar pelo plano anual, no valor de R$ 67,50.

Valores e tempo de uso – O valor de R$ 5,40 possibilita o uso da bicicleta ao longo do dia, em períodos de um hora de duração. Ao final dos 60 minutos, o ciclista deverá devolver a bicicleta em qualquer estação da cidade e poderá retirar outra bicicleta, respeitando um intervalo de 15 minutos.

Caso prefira ficar duas horas em passeio, sem o intervalo de 15 minutos, o ciclista arcará com custos adicionais. Aos domingos e feriados, os usuários podem pedalar por até 90 minutos corridos, sem devolução da bicicleta, pelo valor de uma diária.

As bicicletas são de fabricação 100% nacional, pesam em torno de 16 quilos, têm quadro em alumínio, três marchas, selins com altura regulável, guidão emborrachado, acessórios de sinalização e sistema de identificação e trava eletrônica.

Estações iniciais

  • Orla de Camburi, em frente à Avenida Adalberto Simão Nader, em Mata da Praia
  • Orla de Camburi, em frente à Rua Aristóbulo Barbosa, em Jardim da Penha (próximo ao Sicoob)
  • Orla de Camburi, em frente à Rua Eugenílio Ramos, em Jardim da Penha
  • Quadra entre as Ruas Manoel Gonçalves e João da Cruz, na Praia do Canto (próximo à Unimed)
  • Praça dos Namorados
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização