25 de abril de 2024
Foto: Tássia Barros / Comus

Belém inaugura o primeiro sistema de bicicletas compartilhadas da Região Norte

A cidade de Belém inaugurou neste sábado (02), o primeiro sistema de bicicletas compartilhadas da Região Norte do país. Criado em parceria entre a Prefeitura de Belém, a Samba Transportes Sustentáveis e com o patrocínio da Hapvida, o Bike Belém contará com 11 estações espalhadas pela capital paraense, localizadas nos bairros Cidade Velha, Jurunas, Umarizal, Batista Campos e Campina.

A exemplo dos demais sistemas de compartilhamento de bicicletas existentes no Brasil, para usar o Bike Belém é necessário preencher um cadastro de usuário no site oficial do projeto ou por meio de um aplicativo para smartphones, disponível para as plataformas iOS e Android e adquirir o passe Samba. É necessário inserir um número de cartão de crédito para a cobrança do serviço e das tarifas excedentes, quando necessário. Os usuários podem optar pelo pagamento mensal de 10 reais ou pelo uso eventual, válido por 24 horas (R$ 5,00).

Foto: Bike Belém / Divulgação
Foto: Bike Belém / Divulgação

Cada passeio pode ser realizado em até 60 minutos. Após desse tempo é necessário que o usuário devolva a bicicleta em uma das estações e aguarde um intervalo de pelo menos 15 minutos para poder utilizar novamente a bicicleta, sendo possível retirar a bicicleta em uma estação e devolvê-la em outra.

Cada bicicleta possui um chip de identificação que informa com qual usuário o equipamento está. O chip identifica ainda o tempo que a bike está fora da estação e em qual estação ela se encontra. O sistema de gestão do projeto é seguro e monitora todas as bicicletas 24h.

Desenvolvidas pela Samba Transportes Sustentáveis, as bicicletas são de fabricação 100% nacional e são construídas com quadro de alumínio com design diferenciado e são equipadas com transmissão de três velocidades.

As estações de acesso funcionam alimentadas por energia solar e são interligadas por sistema de comunicação wireless via redes 3G e 4G, o que permite que estejam conectadas com a Central de Controle. A central monitora em tempo real toda a operação do sistema, garantindo a melhor distribuição das bicicletas.

O projeto também conta com oficina de manutenção para montagem e recuperação dos equipamentos e veículos especiais para distribuição das bicicletas pelas estações.

Fundador de um grupos de ciclistas de Belém, Jairo José Moreira, de 67 anos, aprovou o projeto Bike Belém e está muito feliz com a iniciativa. “O projeto é muito importante para todos, pois ajuda na mobilidade, permitindo o rápido deslocamento pela cidade a baixo custo, além de trazer muitos benefícios para a saúde. Andar de bicicleta faz você exercitar todos os membros, além de trabalhar a respiração e estimular a circulação. São muitos benefícios, mas é muito importante também que os condutores de veículos respeitem mais os ciclistas. A população precisa também ter cuidado com essas bicicletas, pois elas são de uso comum de todos. O projeto está de parabéns”, disse.

De acordo com a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), dados coletados em fevereiro deste ano mostram que a cidade tem hoje 63 quilômetros de ciclofaixas e 20 de ciclovias. Até o final deste ano deverão ser implantados pela cidade mais de 135 quilômetros de ciclovias e ciclofaixas.

Estações do Bike Belém

  1. Praça Batista Campos: Rua dos Tamoios, em frente ao número 1761, oposto à Praça Batista Campos.
  2. Mangal das Garças: Rua Carneiro da Rocha, oposto ao número 25,lateral do Arsenal da Marinha.
  3. Portal da Amazônia: Portal da Amazônia, no calçadão,próximo à esquina com a Rua Osvaldo de Caldas Brito.
  4. Polo Joalheiro: Praça Amazonas, na Travessa Praça Amazonas,esquina com a Avenida Conselheiro Furtado.
  5. Almirante Tamandaré: Avenida Almirante Tamandaré, em frente ao Posto BR – Petrobrás ,esquina com a Rua Ângelo Custódio.
  6. Terminal Hidroviário Rebelo Neto: Avenida Marechal Hermes, em frente ao Terminal Hidroviário, esquina com a Travessa Quintino Bocaiúva.
  7. Palácio Antônio Lemos: Rua Coronel Fontoura, lateral do Palácio Antônio Lemos, esquina com a Praça Dom Pedro II.
  8. Estação das Docas: Av. Marechal Hermes, próximo ao acesso Estação das Docas,na Praça Pedro Teixeira.
  9. Teatro da Paz: Praça da República, na Av. Assis de Vasconcelos, em frente ao Theatro da Paz, esquina com a Avenida da Paz.
  10. Forte Castelo: Praça Frei Caetano Brandão, em frente ao Forte do Presépio, esquina com a Rua Siqueira Mendes.
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização