27 de maio de 2024
Foto: Renato Sette Câmara / Prefeitura do Rio

Com obras do velódromo atrasadas, Rio-2016 cancela oficialmente evento-teste do Ciclismo de Pista

Decisão contradiz a promessa do prefeito Eduardo Paz, que garantiu a realização da prova no dia 30. Comitê Rio-2016 afirma que o tempo estimado para a conclusão das obras é de cerca de seis semanas

Apesar das pressões do Governo Federal e da União Ciclística Internacional (UCI) cobrando a finalização das obras do velódromo a tempo da realização do evento-teste do Ciclismo de Pista, o comitê organizador das olimpíadas Rio-2016 admitiu ontem que falhou em cumprir o prazo e que a prova está oficialmente cancelada.

A decisão, anunciada uma semana após a promessa feita pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, que o velódromo ficaria pronto a tempo, foi tomada em conjunto com o Comitê Olímpico Internacional e a UCI para preservar a pista do velódromo, que poderia ser prejudicada pelo evento-teste antes que o trabalho estivesse plenamente concluído.

Segundo o Comitê Rio-2016, as lâminas de pinho siberiano procedentes da Rússia demoraram mais tempo do que o previsto para chegar, o que atrasou o cronograma em 12 dias, fazendo com que sua instalação, que deveria começar em 10 de março, só pudesse ter início na última terça-feira. O Comitê afirma que o tempo total estimado é de cerca de seis semanas, devido à complexidade do trabalho e as especifidades da madeira exigida pela modalidade.

Outros motivos de preocupação – Além da pista propriamente dita, a própria construção do prédio que a abriga também é motivo de preocupação. No início de março, a empresa contratada pela prefeitura para construção do prédio do velódromo, a Tecnoloso, anunciou encontrar-se em processo de concordata e que devido a isto não possuía condições de prosseguir à frente do empreendimento. Para dar seguimento, às obras, a empresa subcontratou uma outra construtora, a Engetécnica, para terminar os 20% restantes.

Teste fechado – Com o cancelamento, o velódromo só deverá ser testado em junho, quando atletas qualificados farão um treino técnico em conjunto.

Previsto para ser realizado nos dias 30 de abril e 1º de maio, o evento-teste previsto era um desafio internacional, e já havia sido adiado anteriormente por duas vezes.

Até o presente momento, o investimento total no velódromo é de R$ 137,7 milhões.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização