27 de maio de 2024
Parque Olimpico da Barra. Ao fundo, o Velódromo Olímpico do Rio - Foto: André Motta / Brasil 2016

Governo Federal pressiona para obra do Velódromo ficar pronta para evento-teste

O ministro do Esporte, George Hilton, afirmou nesta segunda-feira (14) que o Governo está pressionando as construtoras envolvidas nas obras do Velódromo Olímpico, a mais atrasada dos Jogos Rio-2016, para que o local fique pronto a tempo para a realização do evento-teste.

Obra mais atrasada do Complexo Olímpico, o Velódromo se tornou a maior dor de cabeça da organização da Rio-2016. Com apenas 83% de suas obras concluídas, o local deverá ser palco em abril de um evento-teste, que já foi adiado por duas vezes em virtude dos atrasos no cronograma de obras.

No início do mês a Tecnosolo, empresa responsável pela construção do Velódromo no Parque Olímpico da Barra, anunciou que devido a dificuldades financeiras não teria condições de prosseguir à frente do empreendimento e terceirizou a obra para uma outra construtora, a Engetécnica.

“No caso dos atrasos do Velódromo, começamos a fazer pressão sobre as empresas, que nos garantiram que irão entregar a obra a tempo”, disse o ministro a jornalistas após visita ao Parque Olímpico.

Prefeito garante o cronograma – Em visita às instalações do Parque Olímpico, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, garantiu que o Velódromo ficará pronto a tempo para a realização do evento-teste.

Acompanhado pela presidente da Caixa, Miriam Belchior, pelo ministro dos Esportes, George Hilton, e do secretário de alto rendimento, Ricardo Leyser, Paes foi taxativo:

“O Parque Olímpico está praticamente pronto. No caso do Velódromo, estamos correndo atrás, mas ainda estamos no prazo. Onde estamos pisando tem muito mais dinheiro privado que público”, disse.

O prefeito Eduardo Paes também comentou a situação do Complexo de Deodoro, que receberá as modalidades de Ciclismo BMX e Mountain Bike:

“Deodoro foi testado e entregue. O Complexo era o grande temor das Olimpíadas, mas agora está tudo ok”, avalia o prefeito.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização