25 de maio de 2024

“Vovó” que sabotava trilhas de MTB no Canadá é condenada à prestação de serviços comunitários

Mulher de 64 anos foi flagrada por câmeras infravermelhas enquanto serrava rampas de recepção e colocava toras de madeira em pontos cegos da trilha com o claro intuito de causar acidentes

Uma moradora dos arredores de Vancouver, no Canadá, foi sentenciada por sabotar deliberadamente trilhas de mountain bike. Detida no início do ano passado, Tineke Kraal, de 64 anos, foi flagrada por câmeras de vídeo instaladas por mountain bikers da região, que tentavam descobrir o responsável por instalar armadilhas e vandalizar trilhas da região.

Vancouver

As câmeras acabaram por flagrar Kaal colocando toras de madeira em pontos cegos da trilha, com a intenção explícita de causar acidentes em ciclistas. A mulher chegou a serrar rampas e recepções de madeira construídas pelos bikers, o que poderia causar acidentes fatais.

Detida pela polícia e posteriormente liberada, Kraal foi a julgamento em fevereiro de 2014, quando o promotor solicitou ao juri que a condenasse a uma sentença de três meses de prisão domiciliar, sentença comutada pelo juiz para prestação de serviços à comunidade.

Após o julgamento, disse estar arrependida por sua atitude e ressaltou que sua intenção era apenas “diminuir a velocidade dos ciclistas”.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização