28 de maio de 2024

Designer cria transmissão eletrônica para bicicleta com coroa de dimensão variável

Novo sistema Wavetrans permite uma troca de marchas mais suave e silenciosa, sem a necessidade de aliviar a força dos pedais durante a troca

Por mais modernos e eficientes que sejam, as transmissões por descarrilamento utilizadas na grande maioria das bicicletas possuem uma série de desvantagens, como imprecisão e necessidade de manutenção constante, além de uma chainline variável que aumenta o desgaste da corrente, do cassete e das coroas.

Para evitar esses problemas que o inventor norte-americano Oliver Knittel desenvolveu o Wavetrans, um novo sistema de câmbio eletrônico para bicicletas que utiliza a tecnologia de transmissão continuamente variável.

Diferentemente das transmissões externas convencionais, o Wavetrans utiliza uma única coroa que expande ou contrai seu diâmetro de forma a fornecer até seis marchas distintas.

De acordo com seu inventor, este conceito inovador oferece vários benefícios em relação ao atual sistema que descarrila a corrente sobre as coroas e/ou pinhões do cassete, como uma maior suavidade e menor esforço durante a troca de marchas, que podem ser realizadas mesmo sem precisar aliviar a força da pedalada durante as subidas. Ainda segundo Knittel, a possibilidade da corrente cair com a nova transmissão é praticamente zero.

Controlada eletronicamente através de um painel digitam instalado no guidão, a coroa do Wavetrans é construída em seis seções separadas que se expandem e contraem telescopicamente, em diâmetros previamente programados por um controlador lógico programável (PLC, em inglês).

Montado em um protótipo, o novo sistema de transmissão utiliza como fonte de energia nove pilhas AA que fornecem cerca de nove horas de utilização contínua.

Incompatível com os atuais cassetes e câmbios traseiros, o Wavetrans deve ser utilizado em conjunto com um pinhão fixo em conjunto com um tensionador de mola que mantém a corrente esticada, mesmo quando utilizado o menor diâmetro da coroa ajustável.

A relação fornecida pelo Wavetrans é equivalente ao uso de uma coroa de 47 dentes em conjunto com um cassete de 6 velocidades com 15-24 dentes.

Embora traga inúmeras vantagens sobre os atuais câmbios externos, o Wavetrans também apresenta suas desvantagens, principalmente em relação aos modernos câmbios internos, capazes de oferecer uma maior variedade de relações de transmissão.

Além disso, o peso elevado (o modelo-protótipo pesa cerca de 1,2kg) e a impossibilidade de sua utilização em ambiente off-road limitam sua utilização.

Ainda em fase de protótipo, o novo sistema de transmissão Wavetrans não tem ainda previsão de lançamento comercial. Atualmente, seu desenvolvedor busca parcerias junto a grandes fabricantes de componentes de bicicletas para viabilizar novas versões do produto, que deverá contar em suas próximas edições com 7 velocidades e interatividade com smartphones.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização