22 de maio de 2024
Foto: Gabriel Jabur / Agência Brasília

Para coibir roubos e assaltos, PM do DF atuará de forma mais integrada com ciclistas

Ciclistas de Brasília reuniram-se com o governador Rodrigo Rollemberg na manhã desta terça-feira (29), dois dias após o assassinato do ciclista José Leonardo Santos Abreu durante um assalto

Todos os batalhões de Polícia Militar do Distrito Federal receberão ordem para atuar de maneira ainda mais integrada com os ciclistas de cada região. A decisão saiu de encontro entre o governador Rodrigo Rollemberg, representantes de grupos ciclísticos de Brasília e servidores de secretarias envolvidas com o tema e das forças locais de segurança. A reunião ocorreu no Palácio do Buriti, na manhã desta terça-feira (29), dois dias após o assassinato do atleta José Leonardo Santos Abreu, de 40 anos, no Recanto das Emas.

“A comunidade e a polícia devem manter uma agenda conjunta de atividades e um canal de troca de informações”

Rollemberg pediu diretamente ao comandante-geral da PM, coronel Florisvaldo Ferreira Cesar, que repasse a ordem a cada comandante regional. “A comunidade e a polícia devem manter uma agenda conjunta de atividades e um canal de troca de informações”, ressaltou o governador. O coronel lembrou que em regiões como Ceilândia, Guará e Samambaia essa integração já existe. “A ideia agora é reforçar essa ordem e orientar os usuários de bike a procurar os batalhões e estreitar os laços”, destacou Cesar.

Foto: Gabriel Jabur / Agência Brasília
Foto: Gabriel Jabur / Agência Brasília

De acordo com o comandante-geral, os batalhões oferecem canais de comunicação com a comunidade local. O principal deles é o aplicativo para celular WhatsApp.

“A ideia agora é reforçar essa ordem e orientar os usuários de bike a procurar os batalhões e estreitar os laços”

Pedidos – Os grupos apresentaram cinco propostas ao Executivo local. Eles querem a criação de um batalhão cicloviário da PM, a intensificação do policiamento em áreas de risco, o estabelecimento de política distrital para conscientização de motoristas, a elaboração de lei específica para tipificar roubo de bicicletas e crimes contra ciclistas e a destinação de recursos orçamentários para obras de infraestrutura cicloviária. Uma ideia extra foi a criação de um canal telefônico direto sobre roubos e furtos a ciclistas, o Disque-Bike.

Com impedimento legal para acolher o que se refere a elaboração de leis (Poder Legislativo) e a aplicações jurídicas (Poder Judiciário), Rodrigo Rollemberg pediu para que os secretários e representantes das forças de segurança analisem as propostas e informem se elas são viáveis.

O governador reforçou medidas que precisam ser tomadas pelos ciclistas. “A colocação de chips nas bicicletas e o registro de ocorrências são fundamentais para identificarmos onde os crimes ocorrem com mais frequência e intensificarmos o policiamento.”

Quanto à destinação de recursos para melhorar os espaços de quem pedala, o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Henrique Luduvice, falou sobre o investimento de R$ 23 milhões em mobilidade urbana para ciclistas. De acordo com ele, o recurso proveniente do Banco do Brasil e da taxação das Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) tem permitido a construção de ciclovias e ciclofaixas.

Nos primeiros meses de 2016, Luduvice espera entregar a ciclovia da DF-035, que liga ao Lago Sul as regiões do Jardim Botânico, de São Sebastião e do Jardins Mangueiral. Durante o restante do ano, estão previstas ciclofaixas na Estrada Parque Taguatinga (EPTG), na Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia), no Lago Oeste e na DF-087 (Estrada Parque Vale), entre a EPTG e a Estrutural.

Também participaram da reunião a titular interina da Segurança Pública e da Paz Social, Isabel Seixas, e o diretor-geral do Departamento de Trânsito, Jayme Amorim de Sousa, além de subsecretários e secretários-adjuntos.

Foi marcada para quarta-feira (6) uma reunião entre representantes de grupos de ciclistas e da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social. O objetivo é elaborar ações que garantam mais segurança para quem usa a bicicleta como transporte alternativo, lazer ou treinamento esportivo. Além disso, ficou pré-agendado mais um encontro com o Executivo daqui três meses, para avaliação das ações.

Crime – Na manhã de domingo (27), o ciclista José Leonardo Santos Abreu foi assassinado com um tiro na cabeça após, de acordo com informações da Polícia Civil, ter reagido ao roubo de sua bicicleta. O homem de 40 anos pedalava no Recanto das Emas, quando foi abordado por Ademir Mendes Rodrigues, de 18 anos, que foi preso no mesmo dia. Em protesto contra a violência, um grupo de ciclistas pedalou no começo da noite de ontem de Taguatinga até a Esplanada dos Ministérios.

Fonte: Agência Brasília

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização