23 de maio de 2024

Luz no fim do túnel: Fox anuncia a aquisição de parte da Marzocchi

Aquisição da lendária marca italiana pelo maior fabricante de amortecedores para bicicletas do mundo evita seu fechamento definitivo, que estava programado para o fim deste ano

A longa agonia da Marzocchi parece estar chegando ao fim. Após a ameaça de encerrar suas atividades em decorrência de problemas financeiros decorrentes da crise mundial, o fabricante de amortecedores italiano deverá ser adquirido pela gigante dos amortecedores Fox Racing.

De acordo com nota divulgada à imprensa nesta segunda-feira, a Fox Factory Holding Corp. deverá adquirir, através de suas empresas subsidiárias, parte do ativo da linha de produtos para bicicletas da Marzocchi. A transação, cujos detalhes ainda não foram divulgados, deverá ser concluída ainda este ano.

De acordo com o presidente da Fox, Larry L. Enterline, a aquisição será “uma oportunidade única para a Fox de expandir sua linha de produtos para seguimentos de preços mais competitivos”.

“A Marzocchi possui uma longa história no desenvolvimento de amortecedores de alta performance e nós acreditamos que a aquisição deverá reforçar a visibilidade da marca em nível mundial, através de nossa atual estrutura de marketing e distribuição”, completa Enterline.

Embora maiores detalhes sobre a aquisição ainda não estejam disponíveis, especula-se que as duas empresas preservarão suas respectivas marcas, onde a Fox terá como público-alvo os usuários de bicicletas hi-end, deixando para a Marzocchi a responsabilidade do desenvolvimento e produção de linhas de amortecedores com preços mais acessíveis ao público.

A crise – Um dos fabricantes de amortecedores mais famosos do mundo, a Marzocchi passou por uma severa crise financeira decorrente da crise econômica mundial. Este ano, a marca, conhecida no mountain bike como a criadora da consagrada linha de amortecedores Bomber, anunciou o fechamento de sua fábrica na Itália.

Os sintomas da crise tiveram início em julho de 2013, quando a companhia demitiu 40 de seus funcionários e reduziu a carga horária dos restantes em 35%. A empresa, que desde 2008 pertence ao grupo norte-americano Tenneco, vinha enfrentando dificuldades financeiras face à concorrência internacional.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização