25 de abril de 2024
Mecânicos da Shimano em ação - Foto: Divulgação / Shimano

Brasil Ride 2015 contará com suporte neutro da Shimano

Principal ultramaratona de MTB das Américas começa neste sábado (17), na Chapada Diamantina (BA) e mais uma vez contará com o suporte técnico da empresa japonesa

AShimano está de malas prontas para a Chapada Diamantina, na Bahia. Neste sábado (17), terá início a Brasil Ride 2015, principal ultramaratona de mountain bike das Américas, que novamente contará com o serviço de suporte neutro da Shimano, reconhecido mundialmente pela excelência em provas de ciclismo profissional. Para a disputa, estão confirmados 12 ciclistas patrocinados pela marca japonesa, divididos em seis duplas, que percorrerão 600 km cada, em sete dias de competição.

Isabella Lacerda - Foto: Rodrigo Philipps / Shimano
Isabella Lacerda – Foto: Rodrigo Philipps / Shimano

Em busca de uma vaga na Olimpíada Rio 2016, a mineira Isabella Lacerda, vice da categoria ladies no ano passado, formará a equipe LM/Shimano com a norte-americana Nina Baum, campeã em 2014. Por ser uma competição classe 1 da UCI (União Ciclística Internacional), a Brasil Ride é fundamental para as pretensões olímpicas de Isabella, pois garante 120 pontos à dupla campeã.

“Correr com a Nina será um grande aprendizado, porque ela é muito experiente em provas de longa distância”, afirma Isabella. “Eu a conheci no ano passado, durante a prova, e fiz o convite há alguns meses para formarmos a dupla. Para minha satisfação, ela aceitou”.

Na categoria open, serão quatro equipes: Blue Cycle/Shimano (Marcelo Cândido e Thiago Aroeira); Caloi Elite Team/Shimano (Sherman Trezza e Frederico Mariano); Trek Factory Racing Team I/Shimano (Ricardo Pscheidt e Leandro Donizete); e Groove/Shimano (Daniel Grossi e Guilherme Saad).

Frederico Mariano - Foto: Rodrigo Philipps / Shimano
Frederico Mariano – Foto: Rodrigo Philipps / Shimano

Terceiro melhor brasileiro no ranking da UCI, o catarinense Ricardo Pscheidt sonha representar o Brasil na Olimpíada de 2016. Para continuar com chances reais, o experiente ciclista precisa tentar repetir o bom desempenho da edição de 2010, quando terminou a saga na Chapada Diamantina na terceira colocação. Naquele ano, Pscheidt e seu companheiro, Gilberto Gois, venceram uma etapa – a sexta -, feito alcançado por outra dupla brasileira (Sherman Trezza e Henrique Avancini) só três anos depois. “Como o Leandro é especialista em maratona, temos chance de brigar pelo top 5, que seria um resultado extremamente expressivo”, declara o ciclista catarinense.

Ricardo Pscheidt - Foto: Thales Totino / Shimano
Ricardo Pscheidt – Foto: Thales Totino / Shimano

O mineiro Sherman Trezza, por sua vez, aposta no retrospecto pessoal para obter uma boa classificação final. Com Henrique Avancini, ele foi campeão em 2013 e terceiro colocado no ano passado. “Vamos entrar tranquilos, vivendo dia após dia e tentando encontrar a regularidade para atingir um bom resultado final. Como a Brasil Ride é diferente de todas as outras competições, não queremos traçar nenhuma meta ou objetivo especial”, diz Sherman.

Já a triatleta paulista Sabrina Gobbo, campeã da ladies em 2011 com Adriana Nascimento, fará nova participação nas duplas mistas, agora ao lado de Felipe Moletta, formando a equipe Trek Factory Racing Team III/Shimano. “Será minha quarta Brasil Ride, a primeira em parceria com o Felipe. Temos como meta chegar entre os três primeiros, mas superar os gringos nunca é tarefa fácil”, afirma Sabrina.

Suporte neutro em detalhes – Desde a primeira edição da Brasil Ride, em 2010, a Shimano é patrocinadora oficial do evento e fornecedora do serviço de suporte neutro. Neste ano, a equipe comandada por Mateus Gil será composta por 18 técnicos disponíveis para prestar auxílio aos ciclistas.

Base fixa da Shimano na Brasil Ride - Foto: Divulgação / Shimano
Base fixa da Shimano na Brasil Ride – Foto: Divulgação / Shimano

As bases fixas do Suporte Neutro Shimano ficarão em Rio de Contas e Mucugê, pois largadas e chegadas se concentrarão nestas duas cidades. Haverá também uma base de suporte avançado no percurso, com um mecânico e um auxiliar.

Entre os serviços oferecidos pela Shimano, estão: regulagem, troca de peças (o ciclista compra a peça em uma loja credenciada e os mecânicos fazem a instalação), alinhamento de rodas e gancheira, troca de pneus, além de manutenção de suspensão e freios hidráulicos.

A checagem das bicicletas equipadas com o grupo eletrônico de componentes Shimano XTR Di2 será feita por meio do software E-Tube, para diagnóstico de problemas, customização ou verificação das peças. Também será possível solicitar troca de câmbio, fiação e junção, por exemplo.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização