18 de abril de 2024
Odair Pereira e Christian Fittipaldi em ação no Brasil Ride - Foto: Divulgação / Scott

Dupla Odair Pereira e Christian Fittipaldi retoma parceria na Brasil Ride 2015

Desafios físicos, psicológicos e estreia na categoria Master estão entre as adversidades que a dupla Scott encontrará na volta à ultramaratona

A dupla Scott Odair Pereira e Christian Fittipladi está de volta ao Brasil Ride. Em 2015, o multicampeão de mountain bike e um dos principais nomes do automobilismo brasileiro estarão lado a lado pela terceira vez para encarar um dos maiores desafios da temporada: a ultramaratona de sete dias de MTB na natureza – de 17 a 24 de outubro – na Chapada Diamantina (Bahia).

Estreia na categoria Master, volta à competição, calor, relevo e o limite físico e psicológico que só uma ultramaratona proporciona. Esses são alguns dos desafios que Christian e Odair terão pela frente na edição 2015 do Brasil Ride.

Dupla Scott no Brasil Ride: Odair Pereira e Christian Fittipaldi - Foto: Divulgação / Scott
Dupla Scott no Brasil Ride: Odair Pereira e Christian Fittipaldi – Foto: Divulgação / Scott

Sete dias de maratona

Odair Pereira: “O Brasil Ride é muito difícil. São condições severas que ficamos expostos durante muito tempo. Por isso, para estar preparado treinei debaixo do sol escaldante, intercalando treinos curtos e mais longos. Toda preparação gira em torno de treinos, alimentação e descanso. É encarar a etapa, se dedicar ao máximo e, quando ela acaba, já pensar no dia seguinte. É muito desgastante e, se não estivermos descansados. A cada dia ela vai ficando mais difícil. Por isso, é fundamental se alimentar e descansar. Nós nos concentramos muito nisso. Recuperar o mais rápido possível para entrar bem na etapa do outro dia”.

Christian Fittipaldi: “Acho que o fato de estarmos juntos pela terceira vez seguida em um Brasil Ride é um ponto a nosso favor para encarar uma maratona como essa. A gente já se conhece, então sabemos os pontos mais difíceis, onde dá pra ousar um pouco mais, onde dosar a força e onde acelerar mais. Até para lidar com situações como o calor muito forte e a pressão do dia a dia acho que é um pouco mais fácil. Estamos tranquilos quanto a isso”.

Ultramaratona em dupla

Odair Pereira: “No mountain bike, o ciclista sempre depende de si mesmo. É o atleta e a bike. Quando você vai para uma prova em dupla, é preciso conviver com as dificuldades do outro e compartilhá-las. Isso é muito mais difícil. As desavenças ou discussões podem ocorrer, pois são consequências do limite físico e psicológico. Mas é bom lembrar. Elas precisam vir pra acrescentar como aprendizado. Assim é que se valoriza a preparação para correr em um desafio difícil como esse”.

Christian Fittipaldi: “A gente se dá muito bem. Nos ajudamos muito nos momentos que mais precisamos durante a prova. Ele é um cara que sempre me dá apoio. São sete dias diretos juntos, então, se você não estiver adaptado ao seu parceiro, fica realmente bastante complicado”.

Estreia na Master

Odair Pereira: “Esse vai ser nosso primeiro ano na Master, então a preparação é bem diferente da que fizemos nos últimos anos. O objetivo é subir ao pódio em pelo menos uma das etapas do Brasil Ride. O Brasil Ride é diferente. Quero me divertir e aproveitar cada momento”.

Christian Fittipaldi: “O que nós dois esperamos é terminar entre os cinco primeiros em pelo menos uma das etapas que vamos encarar. Considerando que eu não sou ciclista profissional, acredito ser um grande resultado em uma prova de alto nível como essa”.

Ao todo, os experientes atletas terão pela frente mais de 600 km de trajeto com passagem pelas cidades de Mucugê e Rio de Contas, na Bahia. Serão sete dias de prova com 13.000 metros de ascensão acumulada. Para mais detalhes, acesse www.brasilride.com e confira os detalhes de cada etapa da competição.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização