25 de abril de 2024
Copa Brasil de Paraciclismo - Foto: Divulgação

Copa Brasil de Paraciclismo é sucesso absoluto em Sergipe

Atletas da seleção são destaque na 3ª etapa da Copa Brasil de Paraciclismo disputada em Aracaju

No último fim de semana, a orla de Atalaia, em Aracaju (SE), ficou ainda mais bonita com mais uma disputa de alto nível do ciclismo nacional. Os melhores paraciclistas do país se reuniram para encarar a 3ª etapa da Copa Brasil de Paraciclismo. Entre os destaques do evento estavam os atletas da seleção brasileira Jady Martins, campeã das provas de Contra-Relógio e resistência na categoria Handbike H3, Lauro Chaman e Soelito Gohr, que protagonizaram uma disputa muito acirrada pelo título na classe C5.

Na prova de Contra-Relógio, realizada no sábado (26), Lauro Chaman, medalhista no Parapan de Toronto, mostrou que ainda estava em ótima forma, deixando Soelito com a medalha de prata. André Luiz Candido completou o pódio em terceiro lugar. Já a prova de resistência, que ocorreu no domingo (27), foi definida na linha de chegada. Dessa vez, o experiente Soelito levou a melhor, cruzando a linha de chegada em 1h11min08s128, poucos milésimos de Lauro, segundo colocado com 1h11min08s352. Gilberto de Souza foi o terceiro com 1h11min20s418. Outro grande destaque foi Frederico de Carvalho, dono de dois ouros mas na Handbike H1.

“A gente se conhece bastante então, acabamos definindo o título nos detalhes. Mas é sempre bom dividir o pódio com ele e também com essa nova geração que está surgindo. Aqui podemos notar que a modalidade está crescendo muito e precisamos cada vez mais de eventos como esse para aumentar o nível e a competitividade dos atletas”, ressaltou Soelito Gohr.

O aumento progressivo na quantidade de inscritos na prova, principalmente na categoria Handbike e Tandem, além da diversidade de atletas no pódio, comprovam a evolução e desenvolvimento da disciplina. Mais de 120 atletas estiveram presentes no evento na capital sergipana. A quarta e última etapa da Copa Brasil de Paraciclismo está marcada para novembro no Rio de Janeiro.

Segundo o presidente da Federação Sergipana de Ciclismo, Jairo Vieira, o sucesso do evento se deve exclusivamente aos participantes. “Passamos meses trabalhando para que tudo ocorresse dentro do previsto. O sucesso do evento se deve principalmente aos atletas, que são um grande exemplo de dedicação e superação. Também preciso agradecer a Confederação Brasileira de Ciclismo e o Comitê Paralímpico Brasileiro pela oportunidade de estar sediando uma etapa da copa brasil em Sergipe, além de todos os apoiadores que estiveram ao nosso lado”, declarou Jairo.

Fonte: Confederação Brasileira de Ciclismo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização