23 de abril de 2024
Evento contará com mais de 50 expositores - Foto: Rodrigo Philipps / Shimano

Short Track é destaque do Shimano Fest amanhã no Jockey Club de São Paulo

Com entrada gratuita, festival segue com atividades para toda família, competições de mountain bike e novidades das principais marcas do mercado de bicicletas

Os melhores ciclistas de mountain bike do Brasil fazem neste domingo (13) a decisão do Short Track na sexta edição do Shimano Fest. A prova é válida pelo ranking da UCI (União Ciclística Internacional) e ajudará os atletas com pretensões olímpicas para atingirem o objetivo de estar na Olimpíada Rio 2016. Enquanto Henrique Avancini fez o melhor tempo do dia no masculino, Isabella Lacerda foi destaque feminino.

Cavalo obvserva ciclista na tomada de tempo - Foto: Rodrigo Philipps / Shimano
Cavalo obvserva ciclista na tomada de tempo – Foto: Rodrigo Philipps / Shimano

No primeiro dia de atividades no Jockey Club de São Paulo, com entrada gratuita, os amantes da bicicleta puderam acompanhar de perto diversas atrações do festival, focado em mobilidade e com o tema #TodoMundoPelaBike, que chega à capital pela primeira vez.

Presidente da Shimano Latin America, comandando 35 países no mundo, o paulistano Fábio Takayanagi esteve em São Paulo apenas por um dia para prestigiar o evento. “O principal objetivo do Shimano Fest é reunir as famílias para desfrutar da bike e da pesca. Era um sonho antigo fazer em São Paulo, mas o problema é que não era tão fácil encontrar um lugar como o Jockey Club. Neste ano fomos bem sucedidos e tivemos a alegria de poder realizá-lo aqui”, contou Fabio.

Fabio Takanayagi, presidente da Shimano Latin America - Foto: Rodrigo Philipps / Shimano
Fabio Takanayagi, presidente da Shimano Latin America – Foto: Rodrigo Philipps / Shimano

“É muito gostoso ver tanto gente feliz, conhecendo as novidades do mercado e descobrindo a bicicleta como um meio de transporte. Assim como foi na Holanda há 40 anos, o Brasil pode seguir o exemplo das ciclovias para dar certo. Estamos começando bem esse processo nas grandes cidades e, em breve, a convivência urbana será ainda mais tranquila”, completou o executivo.

O dia no Shimano Fest começou com uma homenagem especial. O auxiliar administrativo David Santos, de 23 anos, foi recebido no palco do evento por Fabio Takayanagi, a cicloativista e jornalista Renata Falzoni e o vereador Police Neto e ganhou produtos da Shimano, Isapa e da Ekoi. Usuário da bicicleta como meio de transporte diário, David sofreu um acidente em 2013 na Ciclofaixa da Avenida Paulista, perdendo um de seus braços, e hoje é um dos defensores da bandeira da bike como alternativa na mobilidade urbana.

Shimano mostra novidades - Foto: Rodrigo Philipps / Shimano
Shimano mostra novidades – Foto: Rodrigo Philipps / Shimano

“É importante lutar pelas causas justas. Se queremos diminuir a emissão de gases em grandes cidades o uso da bicicleta é um começo, porque não polui e faz bem à saúde. Gostaria de agradecer a todos pela homenagem e os presentes”, destacou David, que pedala, geralmente, 60 km por dia, seis vezes por semana .

Bike polo – A quadra de bike polo chamou atenção dos visitantes do Shimano Fest. Criado em 2000, em Seatle (EUA), a partir do polo tradicional com cavalos, o esporte tem times de três atletas em uma versão urbana, misturando hoquei com diversos tipos de bike. A primeira regra é o atleta não poder colocar um dos pés no chão. Se o fizer, tem que sair da jogada e retornar ao centro da quadra. O contato entre as bicicletas pode acontecer, porém sem ser agressivo.

Bike Polo é uma das atrações - Foto: Rodrigo Philipps / Shimano
Bike Polo é uma das atrações – Foto: Rodrigo Philipps / Shimano

“Nesse evento entramos em parceria com a Shimano, porque somos vice-campeões latino-americanos e temos vaga para o Mundial da Nova Zelândia em fevereiro de 2016. Juntos com o pessoal do O Gangorra estamos buscando fundos para ir à competição no ano que vem e representar o Brasil. Seria o primeiro mundial da nossa equipe, a Underdogs Bike Polo Team”, contou Wagner de Carvalho. “Estamos atrás de patrocínios, vendendo kits, camisetas e bonés. Será bem bacana se conseguirmos representar o Brasil. Temos um time forte e podemos ir bem lá e ficar no Top 10”, concluiu.

Famílias no evento – Não foi raro encontrar pais e filhos passeando no Jockey Club neste sábado. Há seis meses morando no Brasil, o casal de franceses Florian e Melanie Camilleri veio no primeiro dia com as duas filhas gêmeas e promete voltar no domingo. “Fiquei com a impressão de que o Shimano Fest é um evento muito importante no meio da bike para a cidade de São Paulo. Até o momento gostamos do que vimos. Mesmo com o tempo fechado, valeu a pena a vinda. Queremos voltar, porque é muito legal ver as bicicletas”, disse Florian, que ouviu um colega do trabalho falar sobre o Festival e decidiu trazer a família.

Di2 impressiona os entusiastas – O visitante que foi ao estande da Shimano pode brincar de pedalar, mesmo sem sair do lugar. Diversas bikes equipadas com os componentes top de linha da marca estiveram montadas no “rolo” de aquecimento dos ciclistas, para mostrar com a maior proximidade os produtos revolucionários da marca. O grupo de câmbio eletrônico Di2 impressionou muito os entusiastas, desde quem usou uma bicicleta de marcha pela primeira vez até quem já é acostumado a pedalar.

Foto: Rodrigo Philipps / Shimano
Foto: Rodrigo Philipps / Shimano

“É muito legal esse sistema. Incrível mesmo. Você vai tocando no trocador e vê o quanto fica leve ou pesadas as marchas”, relatou Katia Fialho. Seu marido Rafael também ficou encantado com o sistema. “Maravilhoso. Imagino pedalar uma dessas nas ruas ou na estrada. Até eu que estou gordinho consigo voar”, brincou Rafael. “Mesmo em uma subida deve ser muito mais fácil pedalar nesse tipo de bicicleta”, completou o visitante que pedalou uma bike equipada com o Ultegra Di2.

Poder público de olho no evento – Secretário Municipal de Transportes de São Paulo e um dos responsáveis pela atual política de implantação de ciclovias na capital paulistana, Jilmar Tatto prestigiou o evento na tarde deste sábado acompanhado de familiares. “De todos os secretários de Transporte na história de São Paulo, ele é o primeiro que dá prioridade ao transporte público e aos modais ativos, aqueles que não são motorizados, desde pedestres aos ciclistas”, avaliou Renata Falzoni, embaixadora do Shimano Fest.

BMX Dirty Jump - Foto: Rodrigo Philipps / Shimano
BMX Dirty Jump – Foto: Rodrigo Philipps / Shimano

Atrações para todas idades – Quem vier ao Shimano Fest neste domingo não perderá a viagem. Diversas atividades seguem na programação do evento, como apresentações de BMX Dirt Jump (mistura de manobras das modalidades vert e bicicross) e BMX Flat (manobras realizadas no solo que exigem habilidade e técnica), além de uma pista de Pump Track, onde o público pode pegar bikes emprestadas para se divertir. O tira-rodinha, incentivo para os pequenos darem as primeiras pedaladas apenas com o equilíbrio do corpo e o test-ride de bikes, também estão na programação.

Música e comida – O rock segue como ritmo musical do Shimano Fest 2015. Além da trilha sonora comandada pelos DJs da 89FM durante os dois dias, a banda Sinfonia Rock fará um show com clássicos nacionais e internacionais no domingo, às 16h.

Também não faltam boas opções de comida, para todos os gostos e divididas nos modernos food trucks. Massas, sanduíches, hotdog, hambúrguer, coxinhas, entre outros, estão na atrações gastronômicas do evento.

Serviço

Shimano Fest 2015

  • Onde: Jockey Club de São Paulo (R. Dr. José Augusto de Queiroz, S/N, Portão 1, próximo à ponte Cidade Jardim)
  • Quando: 13 de setembro (domingo), das 9 às 17h
  • Quanto: entrada gratuita. A Shimano incentiva a doação de 1kg de alimento não perecível para doação a entidades assistenciais.
  • Como chegar: pela ciclovia do Rio Pinheiros nos dois dias ou utilizando a ciclofaixa de lazer que passa ao lado do Jockey, disponível apenas no domingo (haverá bicicletário para guardar as bikes). As estações mais próximas são Cidade Jardim e Hebraica-Rebouças, da CPTM.
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização