23 de abril de 2024
Cartaz do Le Tour 2015

Le Tour incentiva alunos da Academia Gustavo Borges a pedalar

Inspirado no Tour de France, desafio começa no próximo dia 9 (quarta-feira) em cinco unidades de São Paulo e Paraná

A partir de quarta-feira (9), as cinco unidades da Academia Gustavo Borges: Morumbi (SP), Tarumã, Barigui, Londrina e Mercês, dão início a uma ação para estimular os alunos a superar seus próprios limites e praticar atividades físicas com mais frequência. Trata-se da quinta edição do Le Tour, que promove anualmente, de maneira divertida e desafiadora, as aulas de spinning.

Assim como o Tour de France, mais famosa prova do ciclismo mundial realizada no território francês e países vizinhos, o Le Tour é dividido em 21 etapas, ou diferentes metas a serem alcançadas até o último dia: 6 de outubro.

Para incentivar os alunos a cumprir o programa proposto até o final, a Academia Gustavo Borges confeccionará cartazes, camisetas e brindes, além de fornecer cartelas individuais para o controle das metas.

“Este é o quinto ano que organizamos o Le Tour e percebemos que a ação integra e aumenta muito o interesse dos nossos alunos que praticam o spinning”, afirma o medalhista olímpico Gustavo Borges.

Gustavo Borges - Foto: Divulgação
Gustavo Borges – Foto: Divulgação

Sobre Gustavo Borges – Gustavo Borges nasceu em Ribeirão Preto (SP), em 1972, mas cresceu na cidade de Ituverava (SP), onde começou a nadar, quando tinha dez anos. Disputou quatro Olimpíadas (Barcelona-1992, Atlanta-1996, Sidney-2000 e Atenas-2004) e conquistou quatro medalhas olímpicas. Além disso, tem no currículo dezenove medalhas em Jogos Pan-Americanos, o que o faz o segundo atleta brasileiro com maior número de medalhas na competição. Gustavo também quebrou diversos recordes sul-americanos e quatro recordes mundiais.

Em 1989, com 17 anos, foi para São Paulo defender o EC Pinheiros e obteve as primeiras vitórias no Troféu Brasil, maior torneio do país na época. Em 1990, Maria Lenk o indicou para a Bolles School, em Jacksonville, na Florida (EUA), em que pôde aperfeiçoar a natação e estudar. Em 1992, o atleta entrou para a Universidade de Michigan, onde se graduou em Economia. Após a Olimpíada de Atenas-2004, Gustavo se aposentou e passou a se dedicar à Metodologia Gustavo Borges (MGB), voltada para o aprendizado aquático. O método já ensinou cerca de 320 mil crianças e adultos a nadar, formou mais de cinco mil professores e é adotado por 350 estabelecimentos de 150 cidades de 25 estados brasileiros e o Distrito Federal.

Em março de 2012, Gustavo entrou para o International Swimming Hall of Fame (o Hall da Fama da natação mundial), sendo o segundo brasileiro a receber a honraria – a primeira foi Maria Lenk. Faz parte do conselho executivo da International Health, Racquet & Sportsclub Association (IHRSA), considerada uma das mais importantes associações do mercado de saúde e fitness do mundo.

As medalhas olímpicas:

  • Prata – 100m livre em Barcelona/1992
  • Prata – 200m livre em Atlanta/1996
  • Bronze – 100m livre em Atlanta/1996
  • Bronze – 4 x 100m livre em Sydney/2000
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização