25 de abril de 2024
Foto: Divulgação

Manifestação obriga organizadores da Rio-2016 a alterar percurso de evento-teste

Percurso teve seu horário de largada e local de chegada alterada por questões de segurança

Inicialmente programado para começar e terminar na praia de Copacabana neste domingo (16), o Desafio Internacional de Ciclismo de Estrada, um dos 45 eventos-teste preparatórios para as Olimpíadas Rio 2016, teve seu horário de largada e local de chegada alterados em virtude das manifestações contra o governo que ocorrerão no mesmo dia.

As alterações de percurso e horário foram anunciadas nesta segunda-feira (10) pela prefeitura. A largada da prova, que estava programada para as 9h30 na praia de Copacabana, local do ponto de encontro dos manifestantes, teve seu horário antecipado em uma hora e será realizada às 8h30.

O local de chegada também sofreu alteração. Anteriormente, o plano era que ele seria na praia de Copacabana. Agora será na praia de São Conrado, também na Zona Sul do Rio.

“Terminar o evento no local das manifestações não será nada conveniente. Não seria algo bom nem para as manifestações, nem para o mesmo”

Participarão da prova cerca de cem ciclistas de 20 países diferentes. O percurso, com 165 quilômetros de extensão, passará pelos bairros cariocas de Ipanema, Leblon, Vidigal, São Conrado, Barra da Tijuca, Recreio, Prainha, Grumari e Guaratiba, de onde retornarão a São Conrado.

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), explicou a alteração: “Terminar o evento no local das manifestações não será nada conveniente. Não seria algo bom nem para as manifestações, nem para o mesmo”. Paes afirmou ainda que não se preocupa com a possibilidade de que futuros protestos aconteçam durante os Jogos Olímpicos. As Olimpíadas são outra história. Ninguém marcou essa manifestação especificamente para atrapalhar evento-teste. Trata-se apenas de uma coincidência de datas”, disse.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização