25 de abril de 2024
Raiza em etapa alemã da Copa do Mundo - Foto: Divulgação

Título inédito fortalece Raiza Goulão, a nº1 do Brasil, rumo aos Jogos Rio 2016

Atleta goiana é a ciclista nacional de MTB XCO mais bem classificada no ranking mundial há 18 meses. Ciclista está no Canadá para etapa Copa do Mundo no próximo fim de semana

Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro estão mais próximos e os ciclistas brasileiros de mountain bike intensificam a campanha para somar o maior número de pontos e se credenciar para representar o Brasil na modalidade cross country (XCO).

Raiza Goulão, integrante da equipe AOO Specialized e da Seleção Brasileira, iniciou sua carreira em 2010, aos 19 anos, e encerrou aquela temporada na 242ª colocação do ranking mundial com 83 pontos conquistados. A jovem ciclista goiana de Pirenópolis ainda não sonhava disputar a maior competição esportiva do planeta. “É incrível pensar como o mundo dá voltas. De uma adolescente que queria ser jogadora de basquete e depois seguir carreira de administradora, e agora ser uma atleta da seleção Brasileira de MTB. Às vezes fico imaginando como tudo isso foi acontecer comigo”, relembra Raiza.

Raiza vibra com o título de campeã brasileira - Foto: Thiago Lemos / CBC
Raiza vibra com o título de campeã brasileira – Foto: Thiago Lemos / CBC

Alguns anos se passaram e Raiza, agora com 24 anos, aparece como principal candidata à vaga garantida ao país-sede na Rio 2016. Ela ocupa a liderança entre as brasileiras no ranking da UCI (União Ciclística Internacional) há quase 18 meses. Na lista atualizada nesta terça-feira (28), ela subiu para a 24ª colocação, com 907 pontos, seu melhor ranking na carreira, após o título inédito no Campeonato Brasileiro há 10 dias.

“Estava muito focada na conquista do título brasileiro. As minhas participações em competições internacionais no último semestre fizeram muita diferença para conseguir a vitória. A minha cabeça não para de pensar na Olimpíada de 2016. Então estou me esforçando ao máximo para poder conquistar pontos no ranking para ajudar o Brasil e depois conseguir a tão sonhada convocação”, afirmou Raiza, logo após o título nacional, em Petrópolis (RJ).

Foto: Fabio Piva / Specialized
Foto: Fabio Piva / Specialized

Próximo objetivo, duas etapas da Copa do Mundo – Engana-se quem pensa que após tornar-se campeã brasileira ao final de uma maratona de provas na Europa, Raiza teria tempo para descansar e comemorar. Um dia após o título no Rio de Janeiro, ela já embarcou para o Canadá, onde ficará hospedada por cerca de dez dias na casa da atleta olímpica Jaqueline Mourão, para os dois próximos compromissos: as etapas da Copa do Mundo de MTB em Mont-Sainte-Anne (CAN), 1 e 2 de agosto, e Windham (EUA), 8 e 9 de agosto. O convívio com Mourão, principal nome feminino na história do esporte e representante do Brasil em duas Olimpíadas (Atenas 2004 e Pequim 2008) é uma inspiração a mais para Raiza. “Desde que conheci a Jaque senti uma afinidade tão grande que passei a tê-la como espelho”, conta Raiza.

O título nacional, em sua segunda participação na elite marca, um ano de afirmação para a ciclista, que já havia sido tricampeã brasileira sub-23. Em 2015, outros dois troféus enriqueceram o currículo da atleta, vencedora da Taça Brasil de Cross Country e o Abierto del Noa 2015, na Argentina. Raiza foi a melhor brasileira em provas internacionais, como a etapa de São João del-Rei da Copa Levorin de MTB, vencida pela argentina Agustina Apaza, e repetiu o feito no Campeonato Pan-Americano, da Colômbia, e nos Jogos Pan-Americanos, de Toronto (CAN), quando foi quinta colocada.

Família AOO Specialized – Se dentro das pistas Raiza vem fazendo o seu melhor e conseguindo grandes resultados, do lado de fora sua equipe segue como uma das bases para atingir bons resultados. Para o Brasileiro da MTB, por exemplo, a estrutura foi de “nível internacional”. Todos os integrantes da equipe ficaram hospedados em uma casa de campo com o conforto e tranquilidade necessários para ter um bom desempenho. “Logo que entrei na AOO Specialized, no início deste ano, senti que era diferente. Sempre pude contar com o apoio dos nossos managers e, mesmo quando longe, em outros países, recebi o apoio da Specialized local e me senti segura sabendo que tinha uma equipe para representar”, destaca a ciclista.

Destaque internacional – Durante o primeiro semestre, Raiza esteve nos holofotes da Europa. A ciclista foi destaque no site da UCI. No portal da União Internacional ela afirmou sua ambição de representar o Brasil na Rio 2016 e contou um pouco de sua história como atleta profissional. Logo em seguida, foi vez da revista Bike Freak Magazine da Holanda, com distribuição também na Bélgica, reconhecer seu talento e revelar seu sonho de, não apenas estar pedalando em 2016 no Rio de Janeiro, mas também de garantir uma posição entre as top 15 das Olimpíadas.

“Sinto que estou tendo o reconhecimento pelo meu trabalho. Este retorno vem tanto pelo lado individual como atleta, mas também para minha equipe. Assim, me motiva ainda mais para conseguir atingir mais resultados inéditos em minha carreira, como o campeonato brasileiro conquistado recentemente”, finaliza.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização