28 de fevereiro de 2024
Priscilla Carnaval - Foto: Craig Dutton / Divulgação

Chuva e frio dificultam a vida de competidores no Campeonato Mundial de BMX

Condições climáticas adversas marcaram o último dia do evento mais importante da temporada, disputado em Heuszen-Zolden, na Bélgica

O último dia de disputa do Campeonato Mundial de BMX, disputado em Heuszen-Zolden, na Bélgica, não poderia ter sido mais difícil e emocionante. Além da disputa de alto nível, que contou com os melhores pilotos do mundo, as condições climáticas deste sábado (25) incluíram vento forte, chuva e frio, componentes que dificultaram a vida de todos os competidores, que tiveram que se superar ainda mais na busca pelo título mundial da temporada.

Na Elite Feminina, Bianca Quinalha e Priscila Carnaval avançaram até as quartas de final da competição, finalizando na quinta e sétima colocação da primeira bateria, respectivamente. O ouro ficou com a venezuelana Stefany Hernandez, a prata com a australiana Caroline Buchanan e o bronze com a dinamarquesa Simone Christensen.

Já na Elite Masculina, Renato Rezende chegou às oitavas de final, terminando em sétimo lugar em sua bateria, enquanto Anderson Ezequiel e Rogério Reis acabaram não se classificando para as etapas finais. O brasil ainda contou com Leonardo Caze na 61ª colocação. O pódio teve dobradinha holandesa, com Niek Kimmann, campeão, e Jelle Van Gorkon, vice, seguidos pelo suíço David Craf.

“Foi um Mundial atípico. Essas condições adversas do tempo, além de algumas mudanças de horário e de baterias dificultaram muito a competição. Muitos dos principais atletas ficaram pelas classificatórias e não chegaram nas finais, inclusive os brasileiros. Infelizmente não foi como esperávamos, mas eles fizeram o possível para uma boa colocação”, contou Daniel Jorge, técnico da equipe.

Também representaram o Brasil no Mundial, Leandro Noronha e Gabriel Reis na categoria Junior Masculina, no qual avançaram até as oitavas de final.

Fonte: Confederação Brasileira de Ciclismo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização