24 de fevereiro de 2024
Gideoni competindo na Omnium - Foto: COB / Divulgação

Pan 2015: Após critério de desempate, Gideoni Monteiro leva o Bronze para o Brasil

Brasileiro fatura medalha inédita a categoria Omnium do Ciclismo de Pista. Flavio Cipriano se classificou para as finais da prova de velocidade individual que acontecem neste sábado (18)

A Seleção Brasileira de Ciclismo Pista continua dando show no velódromo Cisco Milton na disputa dos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015Gideoni Monteiro faturou a medalha de bronze no Omnium Masculino. A prova é uma das mais complexas do programa, uma vez que o atleta testa sua versatilidade e resistência em seis tipos de corrida (Scratch, Perseguição Individual, Eliminação, 1km Contra-Relógio, Flying Lap e Prova Por Pontos). Esta é primeira medalha do país na prova em Jogos Pan-Americanos. A competição foi reintroduzida em Mundiais em 2007, passou por reformulações da UCI em 2010 e dois anos depois foi inserida no programa olímpico nos Jogos de Londres/2012.

Na quinta-feira (16), o brasileiro terminou em segundo lugar nas três disputas do dia, Scratch, Perseguição Individual e Eliminação, o que rendeu a liderança provisória na primeira parcial da disputa. Nesta sexta-feira (17), Gideoni seguiu lutando bravamente para estar entre os primeiros. Ficou em sétimo no 1km Contra-Relógio, subiu para quinto no Flying Lap e na Prova Por Pontos encerrou em sexto. O ciclista somou 201 pontos, mesmo número de pontos do argentino Mauro Richeze, mas nos critérios de desempate, deu pódio para o Brasil. O ouro ficou com o colombiano Fernando Gaviria, atual campeão mundial, e a prata com o mexicano Ignácio Prado.

“Gostaria de dedicar a medalha à minha família, meus amigos, minha namorada, que me incentiva bastante, e todas as pessoas que torcem por mim. Espero chegar competitivo aos Jogos do Rio (2016) e representar bem o nosso país”, afirmou Gideoni após a prova. “Foi uma corrida difícil, muito tática, decidida na última chegada. Ele foi bem em todas as provas e merecia essa medalha. O resultado chegou para coroar todo o esforço dedicado durante os meses de preparação”, ressaltou o técnico Emerson Silva.

Além de Gideoni, destaque novamente para Flávio Cipriano. Após o bronze na prova de Velocidade por Equipe, o ciclista teve um ótimo desempenho na prova de Velocidade Individual, alcançando as semifinais. O ciclista disputa uma medalha neste sábado (18) contra o canadense Hugo Barrete, o venezuelano Hersony Caneloni e o tobaguiano Phillip Njiane.

“Esta prova aqui no Pan vale pontuação para os Jogos Rio 2016 e por isso mesmo vou dar meu máximo para conseguir uma vaga na final de amanhã (sábado) e depois tentar a medalha na final”, disse Flávio Cipriano, que também disputará a semifinal do Keirin no domingo (19/07).

Ainda na prova de velocidade individual, o Brasil foi representado por Kacio Fonseca, que terminou na sétima colocação na classificação geral. No Keirin, Alice Leite também fez história para o Brasil e teve uma excelente apresentação, conquistando uma vaga na final. Apesar de ter feito uma boa prova, acabou perdendo um pouco de contato com o pelotão nos últimos metros e terminou na sexta colocação. O ouro ficou com a canadense Monique Sullivan, a prata com a cubana Lisandra Guerra e o bronze com a colombiana Juliana Graviria

Brasil segue a busca por medalhas – A seleção brasileira de ciclismo de pista segue competindo em Toronto até domingo (19). Armando Camargo, Thiago Nardin, Cristian Egídio e Endrigo da Rosa competem na Perseguição por Equipes, Alice Melo encara a disputa da prova de velocidade individual, Wellyda Rodrigues inicia a maratona de seis provas na Omnium e Flávio Cipriano volta à pista no Keirin.

Fonte: Confederação Brasileira de Ciclismo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização