21 de abril de 2024

MagLOCK aperfeiçoa seu pedal magnético para bicicletas

Novo modelo da empresa norte-americana ficou mais leve, mais bonito e mais confiável, graças a sua plataforma em alumínio e seus magnetos de terras-raras

Apresentado pela primeira vez em novembro de 2014, o pedal MagLOCK inovou ao se apresentar como uma opção viável aos conhecidos pedais de encaixe utilizados em bicicletas.

Com seu engenhoso sistema que utiliza magnetos no lugar de molas e grampos para manter os pés do ciclista fixos nos pedais, o MagLOCK só não foi ainda produzido comercialmente porque, devido ao aspecto ‘feioso’ de seu protótipo, o componente não atraiu muitos investidores durante sua fase de captação de recursos no Kickstarter.

Longe de desanimar, seu desenvolvedor, o norte-americano Dave Williams está de volta no site de financiamento coletivo com uma nova versão de seus pedais, desta vez mais bonita, leve, eficiente e, por incrível que pareça, mais barata.

MagLOCK

O novo MagLOCK, diferente da primeira versão, tem um perfil mais baixo, com sua plataforma em liga de alumínio anodizada. Assim como no protótipo, utiliza uma combinação de magnetos de terras-raras que acoplam a placa metálica instalada na sapatilha, no lugar do tradicional taquinho. A diferença é que agora, os magnetos são cilíndricos e ficam posicionados lado a lado um do outro, ao invés das placas sobrepostas do modelo anterior.

MagLOCK

O princípio de funcionamento continua o mesmo. A força de atração que mantém os pés do ciclista na plataforma do pedal é controlada através da adição ou retirada dos imãs. Cada pedal pode acomodar um total de até 10 magnetos, o que irá gerar uma força de atração de 16kg. Embora menos potente que a versão preliminar, que poderia proporcionar uma força de atração de até 23kg, Williams garante que o novo pedal pode manter os pés do ciclista no lugar mesmo nos terrenos mais irregulares.

Os imãs são mantidos em seus lugares através de uma chapa metálica  aparafusada no corpo do pedal e que fica em contato direto com a placa da sapatilha. Para ‘desclipar’ os pés, basta torcê-los lateralmente, como em um pedal de encaixe comum.

No lugar dos tradicionais taquinhos da sapatilha, são instaladas placas de aço, que são magneticamente atraídas pelo pedal
No lugar dos tradicionais taquinhos da sapatilha, são instaladas placas de aço, que são magneticamente atraídas pelo pedal

Um dos principais empecilhos para sua popularização, seu peso excessivo, caiu de 1.540 para 974 gramas o par (com todos os imãs instalados). Ainda é muita coisa, se levarmos em consideração que um par de pedais da linha intermediária da Shimano, o popular PD-M505, pesa 450 gramas. De acordo com Williams entretanto, o MagLOCK provê uma plataforma mais flutuante que os pedais SPD e é mais fácil de encaixar / desencaixar, além de ser menos intimidante para ciclistas iniciantes.

Assim como na versão 2014, o novo pedal MagLOCK está em fase de captação de recursos no site Kickstarter para viabilizar sua produção comercial, onde pode ser adquirido por 120 dólares o par – 55 dólares mais barato que o modelo antigo.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização