25 de abril de 2024
Cocuzzi em Araxá, na CIMTB - Foto: Fabio Piva

Luiz Henrique Cocuzzi é o brasileiro melhor colocado na Copa do Mundo de MTB

Entre os destaques na Sub-23, atleta Scott conquistou mais um bom resultado na segunda etapa da competição

Revelação do mountain bike brasileiro, Luiz Henrique Cocuzzi (Scott/Lar/Shimano) foi o principal destaque do Brasil na segunda etapa da Copa do Mundo de MTB XCO, que aconteceu em Albstadt, na Alemanha. Com um 15º lugar na prova da categoria Sub-23, no último domingo (31), o atleta Scott conquistou sua posição no Top 20 da classificação geral do campeonato, ocupando a 18ª colocação.

“O Luiz Henrique tem aprendido ano após ano a viajar, se cuidar e competir em nível internacional. A prova disso é que ele vem conquistando melhores resultados desde que começou a participar da Copa do Mundo na Sub-23”, afirma Odair Pereira, um dos principais nomes da história do mountain bike brasileiro e consultor esportivo da Scott Brasil.

Depois de superar um problema no pneu na República Tcheca, Cocuzzi chegou à Alemanha com um único objetivo: superação. O atleta levou sua experiência ao circuito que já conhecia e foi o melhor brasileiro na disputa.

Cocuzzi cruzou a linha de chegada na 15ª colocação, apenas 4min41s atrás do campeão, o espanhol Pablo Rodriguez. Com o resultado, Cocuzzi ocupa a 18ª posição na classificação geral, o atleta com a melhor colocação da América Latina. Agora o desafio será na Suíça.

“Vou para a Suíça encarar uma sequência de provas internacionais. O objetivo é ganhar cada vez mais experiência e somar o máximo de pontos no ranking da UCI. Estou bastante ansioso”, comenta Luiz Henrique.

“As próximas provas vão depender do quanto ele vai continuar se cuidando, treinando e descansando. Por isso, acredito que ele deve continuar se superando e competindo com mais força, estratégia e inteligência”, finaliza Odair.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização