25 de abril de 2024

Mountain biker morre pisoteado por girafa na África do Sul

Ciclista de 45 anos, estava desaparecido desde o último domingo, quando saiu para praticar mountain bike na reserva de Limpopo. África do Sul é o país que registra o maior número de acidentes envolvendo ciclistas e animais selvagens

O corpo do ciclista sul africano Braam Bosse, desaparecido neste último domingo, foi encontrado esta semana nas proximidades da reserva de Limpopo, África do Sul. Segundo a polícia local, os ferimentos praticados em seu corpo parecem indicar que Bosse morreu pisoteado por uma girafa.

Embora relativamente pouco comum, o acidente expõe os riscos de se praticar trilhas de bicicletas em regiões isoladas.

Atualmente, a África do Sul é um país onde mais se registram acidentes envolvendo praticantes de mountain biking e animais silvestres. Além de contar com enormes extensões de terreno selvagem e dezenas de reservas naturais repletas de fauna nativa, o país registra anualmente um aumento de milhares de ciclistas ávidos por praticarem trilhas no país.

Embora grande parte dos animais localizados nas reservas sejam herbívoros e raramente ataquem o homem, estes podem tornar-se agressivos caso sintam-se ameaçados.

O último acidente registrado de um ataque de girafa ocorreu em 2010, quando um homem que passeava com seu cachorro foi pisoteado até a morte em uma reserva próxima a Musina, na mesma província de Limpopo onde Braam Bosse perdeu sua vida.

O vídeo abaixo registrou o ataque de uma girafas contra um outro ciclista, felizmente sem maiores consequências:

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização