25 de abril de 2024
Isabella somou 60 pontos nos rankings - Foto: Bruno Fernandes / Nois Pedala

Isabella Lacerda supera transtornos causados por vulcão e vence na Costa Rica

Ciclista do Shimano Sports Team vence a Fecha Copa Nacional, em Alajuela, e soma 60 pontos nos rankings olímpico e mundial; no Desafio da Mantiqueira, Leandro Donizete e Ricardo Pscheidt ficam no pódio

A mineira Isabella Lacerda confirmou o bom momento e conquistou o título da Fecha Copa Nacional neste domingo (26), em Alajuela, na Costa Rica. A vitória na competição de Mountain Bike classe 1 garantiu à ciclista da equipe LM/Shimano 60 pontos nos rankings olímpico e mundial. O triunfo teve um sabor ainda mais especial por causa das dificuldades encontradas por Isabella para chegar à Costa Rica. A erupção do vulcão chileno Calbuco provocou o cancelamento de voos no Caribe e quase impediu a participação da atleta na prova.

Os pontos conquistados foram fundamentais para Isabella continuar na briga por uma vaga nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. “Estou feliz demais com o resultado e os 60 pontos somados no ranking olímpico. Quero agradecer muito à minha família, à minha equipe, LM/Shimano, aos meus patrocinadores e ao meu namorado, Daniel Grossi”, comemorou.

A mineira encerrou a competição na primeira colocação após cinco voltas marcadas por terra solta, muitas curvas e subidas íngremes.

A conquista deste domingo foi a segunda de Isabella em 2015. Após um início de ano difícil, a mineira venceu o Aberto XCO da Argentina, em El Carmen, há duas semanas, somando 30 pontos nos rankings da UCI (União Ciclística Internacional).

Pscheidt, quarto no Desafio da Mantiqueira - Foto: Alvaro Perazzoli / Ag.Laborazoli
Pscheidt, quarto no Desafio da Mantiqueira – Foto: Alvaro Perazzoli / Ag.Laborazoli

Pódio no Desafio da Mantiqueira – Também no domingo, em Campos do Jordão (SP), Leandro Donizete e Ricardo Pscheidt (ambos da equipe Trek) terminaram em terceiro e quarto, respectivamente, o Desafio da Mantiqueira, subindo ao pódio. A prova de XCM, com 55 quilômetros e trilhas técnicas, também contou com a participação de Thiago Aroeira (Shimano Sports Team), nono colocado.

“Não tive um começo de prova bom, sofri bastante e perdi várias posições. Mas quando começamos a pegar as trilhas simples, me recuperei e garanti um lugar no pódio”, sintetizou Pscheidt.

Campeão da etapa de Paraty do Xterra Brazil e da Copa Vale de MTB recentemente, Aroeira sentiu o desgaste físico provocado pela sequência de competição e treinamentos. “As pernas não estavam 100%, mas foi um bom resultado se levarmos em conta o alto nível dos atletas presentes. O foco agora é na segunda etapa da CIMTB Levorin (em São João del-Rei, entre os dias 15 e 17 de maio)”.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização