12 de abril de 2024

Marzocchi aposta no MTB para evitar fechamento definitivo

Encerramento da produção de amortecedores para motos e a centralização no mercado de bicicletas podem superar a atual crise do fabricante italiano

Em plena crise financeira que ameaça o fechamento total de suas portas, a italiana Marzocchi deverá sofrer uma reestruturação radical como empresa nos próximos meses.

O renomado fabricante de amortecedores deverá encerrar definitivamente suas atividades na produção de amortecedores para motocicletas, passando a produzir única e exclusivamente componentes para bicicletas.

Os sintomas da crise que a Marzocchi enfrenta tiveram início em julho de 2013, quando a companhia demitiu 40 funcionários e reduziu a carga horária dos restantes em 35%. A empresa, que desde 2008 pertence ao grupo norte-americano Tenneco, vem enfrentando dificuldades financeiras face à concorrência internacional.

No mês passado, a Marzocchi anunciou o fechamento de sua fábrica em Zola Predosa e a demissão de seus 120 funcionários. Segundo a empresa, a forte crise do mercado automotivo reduziu drasticamente a procura por amortecedores de motocicletas, tornando a fábrica inviável financeiramente.

Possível salvação – De acordo com executivos da Tenneco, uma alternativa para a manutenção da Marzocchi seria encerrar sua linha de produção motociclística e passar a trabalhar exclusivamente na produção de amortecedores para bicicletas, setor que não sofreu tanto com a crise econômica mundial.

Pesa a favor desta proposta o fato da linha de produção dos amortecedores para bikes estar atualmente localizada em Taiwan, onde os custos de produção e de mão de obra são significativamente menores que na Europa.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização