21 de abril de 2024

Soldado diagnosticado com Alzheimer aos 39 anos encara desafio sobre bike

Chris Graham pedalará 16.000km para angariar fundos para pesquisas sobre a doença, que afeta 44 milhões de pessoas em todo o mundo, número que irá dobrar a cada 20 anos, de acordo com relatório da OMS

Após servir exemplarmente no Exército Britânico por 23 anos, o soldado Chris Graham teve que aposentar-se aos 39 anos de idade, ao ser diagnosticado prematuramente com Alzheimer, doença neuro-degenerativa que já havia vitimado seu pai e sua tia.

Longe de desanimar com essa devastadora notícia, Chris resolveu correr contra o tempo naquela que provavelmente será a grande aventura de sua vida: percorrer 16.000km entre os Estados Unidos e o Canadá, com o intuito de angariar 10 mil libras (cerca de 74.200 reais) a serem aplicadas em pesquisas sobre a doença, que afeta 44 milhões de pessoas em todo o mundo, número que irá dobrar a cada 20 anos, de acordo com relatório da OMS.

Na partida, prevista para abril, Chris contará com a presença do primeiro-ministro britânico David Cameron, que fez questão de apoiar a iniciativa: “Chris tem meu total apoio neste desafio monumental em prol das pesquisas sobre o Alzheimer”, disse o premiê. “Trata-se de uma grande causa e eu conclamo a todos que apoiem o Chris em sua gigantesca jornada”.

Chris Graham utilizará em sua viagem uma bicicleta de trekking equipada com alforges dianteiros e traseiros, além de um reboque. No percurso, que terá início em Halifax, Canadá, passará pelas maiores cidades dos dois países.

Sobre o incrível desafio de pedalar durante um ano sofrendo do Mal de Alzheimer, Chirs é enfático: “Não deixarei que a doença me afaste do meu maior objetivo”. Embora nunca tenha pedalado uma distância como esta, Chris mostra-se confiante: “Embora nunca tenha feito nada desse tipo, meu treinamento no Exército me capacitou a me preparar para o desafio”.

“As duas instituições que apoio, a ABF The Soldiers Charity e a Alzheimers Research UK precisam de toda a ajuda que puderem e eu quero fazer a minha parte. Se uma ‘mera pedalada’ de 16.000km puder fazer a diferença e aumentar o número de doações já valeu a pena”, finaliza.

Sobre a doença – O Alzheimer é uma doença neuro-degenerativa que provoca o declínio das funções intelectuais, reduzindo as capacidades de trabalho e relação social e interferindo no comportamento e na personalidade.

De início, o paciente começa a perder sua memória mais recente. Pode até lembrar com precisão acontecimentos de anos atrás, mas esquecer que acabou de realizar uma refeição.

Com a evolução do quadro, o Alzheimer causa grande impacto no cotidiano da pessoa e afeta a capacidade de aprendizado, atenção, orientação, compreensão e linguagem. A pessoa fica cada vez mais dependente da ajuda dos outros, até mesmo para rotinas básicas, como a higiene pessoal e a alimentação.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização