21 de fevereiro de 2024
A FS-800 Carbon faz parte da linha Pro da Audax Bikes

Audax Bikes, a mais nova fábrica brasileira de bicicletas

Com investimentos de R$ 80 milhões, a nova fábrica produzirá seus modelos na Zona Franca de Manaus. Bicicletas serão vendidos em bike shops e lojas especializadas a partir de maio

Com investimentos de R$ 80 milhões, o Grupo Claudino, um dos maiores conglomerados empresariais do país, lançou oficialmente nesta sexta-feira (06/03) a marca de bicicletas Audax, produzidas em uma nova fábrica na Zona Franca de Manaus. Os produtos serão vendidos em bike shops e lojas especializadas a partir de maio e o modelo mais caro custará cerca de R$ 45.000,00 com bicicletas para uso urbano, ciclismo e mountain bike.

A Audax chega ao mercado nacional como excelente opção de compra e vai brigar de igual para igual com as maiores empresas do mundo no segmento.

Ventus 3000
Ventus 3000

A marca terá inicialmente 25 modelos feitos em alumínio e fibra de carbono, equipados com os melhores componentes disponíveis no mercado, como câmbio, freio e suspensão.

“Nossa fábrica, a primeira do país para bicicletas premium, de médio e alto valor agregado, é uma das mais modernas do mundo e utiliza os melhores equipamentos do mercado. Tanto no processo de fabricação, quanto no produto final, usamos tecnologia de ponta. E temos uma grande vantagem: nossas bikes são feitas no Brasil para brasileiros. Conhecemos bem o perfil dos nossos consumidores e sabemos exatamente que tipo de produtos eles querem. Esse é o nosso grande diferencial”, afirma João Claudino Junior, CEO da Audax e vice-presidente do Grupo Claudino.

ADX 101
ADX 101

A nova marca nasce em alto estilo. A apresentação oficial das bicicletas foi realizada durante a abertura da temporada da Copa Internacional de Mountain Bike, na cidade de Araxá (MG). O evento, que tem 1.400 atletas, com a nata da modalidade e bikers de 11 países, é um dos mais importantes do mundo porque é válido para ranking da UCI (União Ciclística Internacional), cujos pontos contam para o ranking olímpico, além da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e da Federação Mineira de Ciclismo (FMC).

“Reunimos em Araxá nossos representantes, proprietários de bike shops e lojistas de todo o país. A aceitação dos produtos está incrível, bem acima das nossas expectativas. Todos gostaram muito e estão bem animados”, conta Claudino.

Dos R$ 80 milhões de investimento, R$ 10 milhões serão destinados a ações de marketing da Audax nos próximos dois anos.A nova marca brasileira também estará no esporte. A Audax contará com uma equipe com sete atletas, a Audax Bike Team, com Daniel Zóia, Robson Aloisio, Eduardo Ramires, Anderson Robl, Enzo Ronzani, Eszter Dósa (Hungria) e Julyana Machado.

Fábrica – Instalada em um terreno de 180.000 metros quadrados, com 11.000 de área construída, a nova fábrica de bicicletas Audax deve contratar, no primeiro ano, de 150 a 180 trabalhadores e deve gerar 450 empregos indiretos. A expectativa é que em três anos, a unidade gere aproximadamente 1.000 empregos diretos e indiretos. A fábrica tem capacidade para produzir até 300.000 bicicletas por ano.

Auge 40 Carbon
Auge 40 Carbon

“Queremos mostrar que é possível ter uma marca de bicicletas genuinamente brasileira de alta performance e qualidade, produzida numa das fábricas mais modernas do mundo. Assim, além de trazermos ao mercado bicicletas de qualidade, teremos um preço competitivo e margens atrativas para revendas”, prevê Claudino. Além da fábrica em Manaus, a Audax terá operações em São Paulo e no Piauí.

Maiores informações: Audax Bikes

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização