25 de abril de 2024

Pesquisa adverte sobre os riscos da super hidratação em atletas

Novos estudos concluem que a hidratação excessiva pode ser mais prejudicial aos atletas que uma leve desidratação

Durante anos, um dos principais mantras decorados por atletas de resistência tem sido: hidrate-se, hidrate-se mais, hidrate-se sempre, esteja com sede ou não.

Entretanto, uma recente pesquisa, realizada pela Universidade de Cape Town, África do Sul, sugere que a ingestão excessiva de líquidos durante os treinos e competições pode trazer mais resultados negativos que uma leve desidratação.

Em um estudo a ser publicado no Scandinavian Journal of Medicine & Science in Sports, 11 ciclistas que sofreram uma desidratação deliberada de 3% enquanto praticavam contra-relógio em um percurso de 20km não tiveram nenhuma perda de performance.

A pesquisa corrobora outro estudo, realizado em 2009 com maratonistas franceses, que comprovou que atletas que perderam uma grande quantidade de peso corporal através de desidratação registraram tempos melhores que os que mantiveram seu peso.

A conclusão dos cientistas é que a perda de até 3% do nível de fluidos corporais durante os treinos ou competições não deve ser considerado prejudicial aos atletas.

Por outro lado, a ingestão excessiva de líquidos durante exercícios pode afetar negativamente a performance e até a saúde do atleta.

Em 2007, a atleta Kate Mori sentiu-se mal com crises de delírio durante a Maratona de Londres, após ingerir 3,5 litros de água e bebidas esportivas em pequenas quantidades – embora significativamente mais do que ela necessitava.

“Sempre ouvi as pessoas falarem que devemos estar à frente da sensação de sede, com o argumento de que, ao senti-la, já estaríamos de fato desidratados”, disse Mori ao jornal The Telegraph em 2012.

De acordo com os pesquisadores, a melhor maneira de hidratar-se corretamente é beber quando tiver sede.

Tim Noakes, especialista em medicina esportiva e professor emérito da Universidade de Cape Town, acredita que os instintos do atleta são seus melhores amigos durantes as atividades físicas: “Se você beber quando tiver sede, irá maximizar sua performance” disse.

O pesquisador vai além. Em seu livro Waterlogged, publicado em 2012, Noakes culpa a indústria das bebidas esportivas por encorajar atletas a beber mais do que o necessário.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização