18 de abril de 2024
Isabella Lacerda (LM/Shimano) - Foto: Pedro Cury / LM Shimano

Atletas da Shimano participam da Taça Brasil com foco na Rio 2016

Marca japonesa estará representada na prova de Cross Country Olímpico, no Paraná, por atletas das equipes, LM/Shimano, Trek, Caloi Elite Team e Groove

A elite do mountain bike brasileiro inicia neste fim de semana (14 e 15), em Campo Largo (PR), a temporada de provas nacionais. Entre os ciclistas de MTB na Taça Brasil de XCO (cross-country olímpico), oito integram o Shimano Sports Team, grupo de atletas patrocinados pela marca. São eles: Isabella Lacerda, Guilherme Muller e Marcelo Cândido, da equipeLM/Shimano; Frederico Mariano e Sherman Trezza, da Caloi Elite Team; Daniel Grossi e Guilherme Saad (Groove) e Ricardo Pscheidt, da Trek.

Ricardo Pscheidt (Trek) - Foto: Diego Cagnato / Divulgação
Ricardo Pscheidt (Trek) – Foto: Diego Cagnato / Divulgação

O grupo de ciclistas Shimano da categoria elite compete em busca dos 30 pontos oferecidos pela UCI (União Ciclística Internacional) na prova Classe 2, assim como outros 110 no ranking brasileiro. A prova é a primeira de 2015 pelo ciclo olímpico que classificará os atletas para os Jogos Rio 2016. Sherman e Fred, ambos com 152 pontos, estão entre os três melhores no ranking, ao lado de Henrique Avancini. Entre as mulheres, Isabella aparece como a segunda melhor do País, com 380 pontos.

Daniel Grossi (Groove) - Foto: Fabio Piva
Daniel Grossi (Groove) – Foto: Fabio Piva

“Minha expectativa para a primeira prova válida pelo ranking olímpico neste ano é muito boa. São 30 pontos em jogo, muito importantes, será uma forte disputa entre as mulheres”, relata Isabella. “A temporada será intensa. Espero conquistar ótima colocação”, completa a ciclista mineira, que em 2014 venceu as duas etapas, em Campo Largo e Rio das Ostras (RJ).

Manutenção do pódio – Com dois pódios nas etapas da Taça Brasil de XCO em 2014, terceiro e quinto lugares, Ricardo Pscheidt chega ao Paraná após o vice-campeonato no estadual catarinense de Maratona. “Como preparação final para a Taça, competi no último fim de semana no estadual. Tivemos dura escalada durante a prova e obtive a segunda colocação. Além disso, tenho um retrospecto bom na Taça Brasil, o que me anima ainda mais”, lembra Pscheidt.

“Sendo a primeira prova oficial, sempre ficamos na expectativa sobre nosso desempenho e também em relação aos rivais, porque o campeonato serve como parâmetro para indicar os pontos a serem melhorados. Tenho os pés no chão, uma vez que saí a pouco dos treinos de base. Prefiro não prever resultado”, conclui o catarinense.

Outro que compete motivado pelo último resultado é Guilherme Muller. O ciclista venceu na semana passada a Maratona no GP Ravelli e foi terceiro colocado no Cross Country Olímpico (XCO). “Minha expectativa é grande para a Taça. Pretendo buscar um bom resultado. Farei de tudo para estar no top 5 da competição”, avalia Guilherme.

Guilherme analisa a pista do Parque Cambuí, com 5 km de extensão. “O circuito é completo, com mata cerrada, curvas fechadas, raízes expostas e uma subida considerável. Com a previsão de chuva para a semana, a pista exigirá mais do equipamento e do atleta”, completa. Na elite masculina serão oito voltas, enquanto a feminina terá seis.

Daniel Grossi concorda com Guilherme e recorda a última prova em Campo Largo. “O circuito é meio traumatizante. A última vez em que competi no local, havia excesso de barro e não escapei do ‘empurra bike’. Vi atletas competindo até sem as rodas em suas bikes (risos). A época é de chuva e tudo pode acontecer”, conta Daniel. “A preparação foi forte para a temporada, e será bom para saber como estão os melhores atletas do Brasil e conhecer as caras novas, que tornam as disputas ainda mais intensas. Está tirando meu sono”, admite o atleta.

O Shimano Sports Team (SST) é um projeto do marketing esportivo da Shimano Latin America para proporcionar maior estrutura, visibilidade e assistência técnica especial aos atletas patrocinados, oferecida pelo Suporte Neutro da Shimano nas principais competições do mundo. O principal objetivo do SST é ajudar os profissionais do ciclismo durante o período pré-olímpico, preparando e motivando-os na busca pelas vagas no Rio 2016.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização