23 de abril de 2024

Colômbia sedia Fórum Mundial da Bicicleta

Será realizada na cidade colombiana de Medelín, entre os dias 25 de fevereiro e 1º de março, o IV Fórum Mundial da Bicicleta.

Criado por iniciativa de cicloativistas do movimento Massa Crítica, em resposta ao aniversário de um ano do atropelamento coletivo de ciclistas (ocorrido no dia 25 de fevereiro na capital gaúcha), o Fórum foi realizado pela terceira vez no ano passado em Curitiba.

A quarta edição do evento contará com cerca de 50 brasileiros, articulados pela União de Ciclistas do Brasil (UCB) e pelo grupo Bike Anjo. Ativistas de todos os cantos do país partem logo mais ao país vizinho, onde ficarão hospedados em um espaço denominado Casa dos Brasileiros, em Medellín.

Experiência única – Para Roberta Grau, que pela primeira vez participa do evento, o Fórum é importante pela maneira que é organizado, “com oficinas onde cada um apresenta suas experiências e, depois, de volta aos seus países, levam várias experiências que podem ser aplicadas na prática”. Para ela, o Fórum tem a qualidade de fortalecer as organizações de ciclistas de cada país participante: “Minha expectativa é ver gente de todos os lugares discutindo; diferentes pessoas, com diferentes pensamentos, mas com os mesmos interesses”, diz com expectativa.

Outra ciclista, Leticia Tâmara, do blog Pedal de Menina, que participou da edição de Curitiba, ressalta que o Fórum não se limita a discutir a bicicleta, “ele trata da importância do outro, do respeito, da convivência, da aproximação em um mundo cada vem mais individual, mais carrocrata, ele aproxima as pessoas”: “Num mundo onde só conversamos virtualmente, é ótimo essa oportunidade de poder trocar ideias, compartilhar, dar um abraço, aprender com as pessoas que estão ralmente ali”, fala Letícia.

Pedalada – Embora o Fórum seja na Colômbia, há quem esteja se preparando para ir pedalando. Se não desde o Brasil, ao menos entre Bogotá e Medellín. É o caso de um grupo de brasileiros que se organizou para pedalar os cerca de 400 km que separam as duas cidades. Letícia Tamara é uma delas: “Decidimos fazer o trajeto de bike, passando por vilarejos, conhecendo as cidades. Vai ser demais”, aposta.

Fonte: Portal Mobilize, por Yuriê César

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização