24 de abril de 2024
Rubinho, Érick, Lucas e Zé Gabriel - Foto: Fabio Piva / Specialized

Nova equipe AOO Specialized estreia no GP Ravelli, em Serra Negra

Atletas farão a primeira prova oficial na temporada. Vivi Favery, da Specialized Factory Team, também estará na competição paulista

Encerrada a pré-temporada, chegou a hora dos principais ciclistas brasileiros de mountain bike fazerem força nas trilhas das principais competições do País. Neste fim de semana (7 e 8), a cidade de Serra Negra (SP) receberá a primeira competição de destaque no ano, o GP Ravelli. Os representantes das equipes AOO Specialized e Specialized Factory Team brigarão pelo pódio das mais variadas categorias.

Sofia Subtil, atual campeã do GP Ravelli - Foto: Fabio Piva / Specialized
Sofia Subtil, atual campeã do GP Ravelli – Foto: Fabio Piva / Specialized

Entre os ciclistas da AOO Specialized, equipe de ponta do MTB brasileiro recém-lançada, uma das favoritas é a campeã da elite pro feminina, Sofia Subtil, que faturou o título do XCM (Maratona) na temporada passada. “O GP Ravelli será minha primeira prova em 2015. Venho da base dos treinamentos, fase em que tive maior volume de treinos e também passei a trabalhar para o fortalecimento muscular. Espero fazer uma boa prova”, avalia Sofia, que competirá com sua bike Era S-Works.

Também na elite pro, os ciclistas Rubinho Valeriano e José Gabriel Marques representam a AOO Specialized. “O GP será importante para ver como estou fisicamente e depois fazer ajustes, se necessário. Apesar de eu ser sub-23, vou competir na elite. Então, será legal para ver como está meu nível em relação aos adversários”, destaca Zé Gabriel. “Acho que todos os inscritos querem ter uma ideia de como está a própria preparação e também a dos rivais. Será uma boa prova e vou para cima. Estou focado para vencer em Serra Negra”, garante Rubinho. Ambos os ciclistas pedalarão com a nova Epic S-Works WC.

Nas categorias de base, o trio formado por Érick Bruske e Ellen Andruczewicz, ambos da júnior, e Lucas Sírio, da juvenil, também planeja usar a competição como preparação para o início da temporada. Assim como os demais ciclistas da equipe, os três terão na próxima semana a primeira etapa da Taça Brasil de XC (Cross Country) como desafio. “Minha preparação foi perfeita. Nosso técnico, o Cadu Polazzo, organizou bons treinos, alguns acelerando mais e outros intercalando estilos. Minha meta é ir bem no GP Ravelli, pegar ritmo de prova para chegar bem na Taça Brasil”, conta Lucas. “Estou bem adaptado a minha Epic S-Works WC e confiante com o desempenho dela”, completa.

“Espero fazer um bom resultado no GP Ravelli. Estou há pouco tempo com minha bike de competição, a Fate Expert Carbon 2015 e me impressionou a facilidade de adaptação. A geometria agressiva aliada às tecnologias é algo incomparável”, analisa Ellen. “Além de ser a primeira prova, será também a estreia na nova equipe. As expectativas são as melhores possíveis. Fui um dos primeiros atletas da equipe a pegar a bike nova, então tive um tempo maior para me adaptar com a suspensão traseira. Mas a reação da bike em corrida, só vou sentir durante a prova”, afirma Érick, que também estará com a Epic S-Works WC.

Por decisão da equipe, entre os ciclistas da AOO Specialized em Serra Negra neste fim de semana, apenas Erick Bruske disputará as duas provas: o Cross Country Olímpico (XCO) no sábado e a Maratona (XCM) no domingo. Os demais competirão apenas no XCO, prova que todos têm como a origem no esporte.

Vivi Favery, do Factory Team - Foto: Fabio Piva / Specialized
Vivi Favery, do Factory Team – Foto: Fabio Piva / Specialized

Specialized Factory Team representado na Maratona – Ciclista de mountain bike em longas distâncias, a paulistana Viviane Favery também estará em Serra Negra. Porém, diferentemente de seus companheiros de Specialized, ela apenas disputará a prova de domingo, o XCM. Assim como a campeã da elite pro feminina Sofia Subtil, Vivi também pedalará com a Era S-Works.

“Hoje a Era S-Works é o melhor equipamento para Cross Country que uma mulher pode ter. Não há nada melhor do que alinhar na largada com segurança. O GP Ravelli costuma ter subidas muito duras e trechos de trilha mais técnicos. A Era se comporta muito bem na subida, garantindo tração e leveza. Nas descidas, a bike com sua suspensão traseira oferece estabilidade para que se solte os freios, o que oferece grande vantagem, principalmente em terrenos técnicos”, relata Vivi Favery.

A ciclista do Factory Team sabe, porém, que dentro da pista não terá facilidade contra suas rivais na elite amadora. “Praticamente todas as meninas da minha categoria estarão presentes nessa prova, o que vai proporcionar uma disputa interessante, mas sofrida, acredito. Nesse começo de ano não tem muito como saber o que esperar das adversárias, então a estratégia é pensar somente em mim e pedalar”, constata Vivi.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização