25 de fevereiro de 2024

Competição dará R$ 23 mil extras para quem completá-la em menos de 4h30m

Os organizadores da Fairview Attakwas Extreme Mountain Bike Challenge, uma competição de Mountain Bike / Marathon que será realizada no próximo dia 17 de janeiro em Oudtshoorn, África do Sul, anunciaram que darão um prêmio extra de 100 mil randes (cerca de 23 mil reais) ao atleta que completar o percurso em menos de quatro horas e meia.

A Fairview Attakwas Extreme Mountain Bike Challenge será realizada no próximo dia 17 de janeiro em Oudtshoorn, África do Sul
A Fairview Attakwas Extreme Mountain Bike Challenge será realizada no próximo dia 17 de janeiro em Oudtshoorn, África do Sul

 

A prova, que é considerada uma das mais difíceis já realizadas em solo africano, é organizada pela Dryland, a mesma empresa responsável pela Cape Pioneer.

Atualmente, o recorde da competição pertence a Urs Huber, que a completou em 4 horas e 47 minutos na edição deste ano. Para conseguir completar a prova em menos de 4 horas e meia, o atleta deverá manter uma média horária de quase 27km/h, o que aparentemente parece fácil. Porém, se levarmos em consideração as dificuldades técnicas do terreno, o prazo poderá parecer próximo do absurdo.

O percurso possui a extensão de 121km, distribuídos em um total de 2.900 metros de ascensão vertical e vários trechos de "empurra-bike"
O percurso possui a extensão de 121km, distribuídos em um total de 2.900 metros de ascensão vertical e vários trechos de “empurra-bike”

Henco Rademeyer, gerente de organização da Fairview Attakwas Extreme, considera o feito difícil, mas não impossível:

“Se as condições são perfeitas e não houver problemas mecânicos, (a quebra do recorde) é perfeitamente possível. Há três anos atrás acreditávamos que a marca das 5 horas nunca seria quebrada. Hoje o recorde é de 4h:47m. Creio que o tempo ainda pode ser mais reduzido”, afirma.

Os atletas inscritos estão empolgados não apenas com a possibilidade de desafiar seus limites, mas também com a premiação extra, embora a maioria encontre-se cética em relação a quebra do recorde.

Mais de 1.200 atletas de todo o mundo  participaram da edição 2014 da prova
Mais de 1.200 atletas de todo o mundo participaram da edição 2014 da prova

Erik Kleinhans, da equipe RECM, 5º colocado na edição deste ano é um deles: “Não acredito que fazer a Fairview Attakwas Extreme em menos de 4 horas e meia seja possível. Muitas coisas podem ocorrer neste tipo de prova. Eu mesmo não consigo me ver o percurso com o tempo 20 minutos menor”.

Muitos atletas consideram a quebra do recorde impossível
Muitos atletas consideram a quebra do recorde impossível

O suíço Christoph Sauser, vice-campeão em 2014 e especialista neste tipo de prova também se mostra incrédulo quanto as possibilidades. “Sempre é possível reduzir os tempos, mas 4h:30m? Vai ser muito difícil. Creio que na melhor das hipóteses, com as melhores condições possíveis possamos chegar, no máximo aos 4h:40m”, disse.

No mês de janeiro, a temperatura do local da prova pode chegar facilmente aos 40º
No mês de janeiro, a temperatura do local da prova pode chegar facilmente aos 40º

Dificuldades – A competição, que reuniu cerca de 1.200 atletas de todo o mundo em sua última edição, possui um percurso de 121km, distribuídos em um total de 2.900 metros de ascensão vertical, tornando-se um verdadeiro desafio pessoal para cada competidor. O clima inóspito e quente, que pode chegar facilmente aos 40 graus no mês da prova, aliado ao terreno acidentado e técnico, contribui para um alto índice de desistências, mesmo entre ciclistas de ponta.

O percurso da prova é extremamente técnico e de difícil transposição
O percurso da prova é extremamente técnico e de difícil transposição

Não bastasse isto tudo, os últimos 40km da prova costumam contar com um vento contrário capaz de literalmente grudar as bicicletas no chão!

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização