18 de abril de 2024

Ciclistas de São Paulo organizam ‘Bicicletada dos Imprestáveis’

A opinião de um morador do bairro Jardim Paulista causou revolta entre os ciclistas da capital paulista. Durante uma entrevista a um jornal da cidade, o aposentado Francisco Augusto de Costa Porto declarou que a implementação de ciclovias em bairros nobres da cidade é colocar a população em risco. “Quem anda de bicicleta não presta, hoje nós sabemos disso. São pessoas não qualificadas. Então vamos ficar sujeitos a esses riscos aqui?”, disse o aposentado.

A polêmica declaração repercutiu negativamente nas redes sociais, já que foi endossada pela Sociedade Amigos dos Jardins, que está ajudando os moradores da região na pressão contra a via para bicicletas. De acordo com a administradora da organização, Dora Livolsi, “a ciclovia irá atrair assaltantes”.

Quem anda de bicicleta não presta, hoje nós sabemos disso. São pessoas não qualificadas. Então vamos ficar sujeitos a esses riscos aqui?”

Como forma de protesto a estas declarações, um grupo de ciclistas está organizando uma pedalada protesto a ser realizada amanhã (13).

O evento, intitulado Bicicletada e Churrasco dos Imprestáveis, pretende protestar de forma bem-humorada contra os moradores que querem impedir a construção de ciclovias em seus bairros.

Os organizadores do evento pedem que os participantes tragam churrasqueiras, piscinas infláveis e música. Entre as sugestões estão “Eu não presto mas eu te amo”, de Reginaldo Rossi e “Você não vale nada mas eu gosto de você“, do Calcinha Preta. Entre as postagens na página oficial do protesto, alguns sugerem a troca do nome da famosa Praça do Ciclista para Praça dos Imprestáveis.

A bicicletada está marcada para concentração às 14h na Praça do Ciclista, localizada na Avenida Paulista, altura do nº 2494, São Paulo, com saída prevista para às 15h rumo a Rua Honduras.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização