24 de abril de 2024
Copa Brasil de Paraciclismo - Foto: CBC / Divulgação

Copa Brasil de Paraciclismo chega ao final e define os campeões brasileiros de 2014

Etapa final foi disputada no último fim de semana (28-30/11) em Rio das Ostras, Rio de Janeiro

Contemplando mais uma temporada de sucesso do Paraciclismo brasileiro, os atletas disputaram a quarta e última etapa da Copa Brasil de Paraciclismo 2014 – Troféu João Schwindt entre os dias 28 e 30 de novembro, no Rio de Janeiro. A competição, que representa o Campeonato Brasileiro de Paraciclismo, terminou mais um ano com grande ascensão no numero de atletas participantes.

Foram quatro etapas realizadas, muito esforço físico e dedicação dos atletas, mas o que realmente prevaleceu durante todas as provas foi a superação alcançada por cada competidor. As etapas são compostas por provas de Contra-Relógio Individual e Resistência. Os ciclistas que somaram mais pontos reunindo todas as quatro etapas ficaram com o título de campeão brasileiro.

Em Rio das Ostras, no Rio de Janeiro, os atletas entraram na competição sabendo da importância que existia para a classificação geral final. A categoria H3, destinada a atletas com deficiências nos membros inferiores que utilizam a Handbike para competir, apareceu como um dos destaques reunindo o segundo maior numero de participantes na prova.

Apesar da grande concorrência, o mineiro Eduardo Ramos Pimenta, que compete Avulso, dominou a quarta etapa e venceu as duas provas, se tornando campeão geral da competição e ficando com o título brasileiro de 2014. Eliziario dos Santos, do Clube de Ciclismo de São José dos Campos, terminou em segundo lugar, seguido por Carlos Eduardo Nobre (Avulso), em terceiro.

Na disputa da categoria C5, representada pelos principais nomes do paraciclismo brasileiro, Lauro Chaman, que representa a equipe Memorial/Santos, ficou com a vitória na prova de Contra-Relógio, enquanto Soelito Gohr, também da Memorial/Santos, levou a melhor na prova de Resistência. Na classificação geral Lauro Chaman terminou como campeão brasileiro, seguido por Soelito Gohr e André Luis Novaes.

Com a proximidade dos Jogos Paralímpicos Rio 2016 vários paratletas estão começando a se aproximar do esporte, e a Copa Brasil é uma grande aliada nessa inclusão. A cada ano estamos ganhando novos adeptos e o numero de competidores vem aumentando gradativamente. As etapas tiveram disputas acirradas em todas as categorias e o resultado foi positivo em todos os aspectos”, analisou Ana Claudia Stipanich, representante do Departamento Técnico da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC).

Fonte: Confederação Brasileira de Ciclismo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização