25 de abril de 2024

Diabo do Tour de France anuncia sua “aposentadoria” como torcedor

Torcedor fanático das Grandes Voltas do ciclismo, Didi Senft pendura seu tridente e anuncia seu afastamento das competições devido a problemas de sáude

‘El Diablo’, ‘Der Teufel’ ou simplesmente ‘O Diabo’. Assim é conhecido o torcedor mais emblemático (e porque não dizer fanático!) das grandes competições do ciclismo. O alemão Didi Senft, famoso por comandar a torcida pelos ciclistas sempre vestido com sua fantasia de capeta, anunciou esta semana sua ‘aposentadoria’, devido a problemas de saúde.

Figura constante no Tour de France, Senfil chamou a atenção (e como não?) do público e da imprensa especializada pela primeira vez durante a realização da edição 1993 da prova, ao comparecer devidamente trajado com a indumentária característica: calças vermelhas, capa preta, sandálias franciscanas (???) e, claro, seus chifres e tridente de Tinhoso.

Didi Diabo

Com este visual insólito, Didi conquistou a fama quase que imediatamente, a ponto de se tornar provavelmente o único fã de competições de ciclismo a ter seus próprios patrocinadores (a marca de embreagens Luk e a bebida esportiva Green’n Fit).

Dieter “Didi” Senft nasceu na cidade de Storkow, então pertencente à antiga Alemanha Oriental, onde chegou a participar de algumas provas de ciclismo (pedalando, não como fã). Segundo Didi, a inspiração para sua caracterização surgiu pela primeira vez ao assistir secretamente o Tour de France em um canal de TV da Alemanha Ocidental.

“Eu me lembro que o narrador havia dito: Neste ponto os ciclistas estão passando sob a bandeira vermelha do Diabo, referindo-se à bandeira triangular que sinaliza o último quilômetro da etapa. Então eu pensei, já que existe a bandeira, cadê o Diabo?”, disse o alemão.

El Diablo

Além de seu personagem, Didi, que é mecânico de automóveis por formação, utiliza seus talentos para produzir esculturas de bicicletas, deixadas a beira da estrada em algumas etapas das provas. Uma dessas bicicletas possui quase oito metros de comprimento e quatro de altura.

Infelizmente, em 2012 Didi não compareceu no Tour de France, quando teve que submeter-se a uma cirurgia para a remoção de um coágulo sanguíneo no cérebro. Em 2013, O Diabo tornou a marcar presença na prova e este ano, anunciou sua aposentadora, De acordo com o jornal alemão Bild, seus patrocinadores não renovaram o apoio e Didi Senft ficou sem meios de custear suas viagens.

A fama de Didi Senfit é tanta que atualmente ele conta com vários seguidores e imitadores em todo o mundo, gerando toda uma onda de torcedores fantasiados não apenas no ciclismo de estrada, mas também no mountain bike.

Vídeo:

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização