23 de junho de 2024

Novo guidão promete reduzir a fadiga nos braços causada por vibrações

Sabe aquelas irritantes vibrações causadas estradas de terra com as conhecidas ‘costelinhas de vaca’, que deixam seus braços doloridos? Segundo o fabricante de peças para bicicletas Spank, elas estão com os dias contados…

A marca apresentou durante a feira Eurobike 2014 uma nova tecnologia denominada Vibrocore, que promete amortecer as vibrações transmitidas ao guidão por terrenos irregulares. E o melhor, por um preço baixo e sem aumento significativo no peso do componente.

A tecnologia Vibrocore consiste em uma espuma especial injetada dentro do guidão que, segundo  o fabricante, amortece as vibrações e aumenta efetivamente o conforto do ciclista. A tecnologia, já disponível comercialmente, pode ser encontrada nos modelos de guidão Spike (Enduro/Downhill) e Oozy (XC/Trail).

A tecnologia Vibrocore consiste no preenchimento do interior do guidão por uma espuma especial que absorve as vibrações - Foto: Klaus Kneist / Enduro-MTB
A tecnologia Vibrocore consiste no preenchimento do interior do guidão por uma espuma especial que absorve as vibrações – Foto: Klaus Kneist / Enduro-MTB

De acordo com o fabricante, apesar da aparente simplicidade tecnológica, o Vibrocore para do pressuposto que, fisicamente falando, as ondas de vibração se propagam mais facilmente em materiais de alta densidade (guidões de alumínio) do que em materiais de baixa densidade (espuma).

A tecnologia foi desenvolvida com a consultoria dos campeões australianos de Downhill Tracey e Mick Hannah, que comprovaram em inúmeros testes uma redução substancial da fadiga nos braços causada por vibrações.

A tecnologia Vibrocore adiciona apenas 20 gramas ao peso total do guidão. O modelo Spike já encontra-se disponível para a venda na loja Jenson USA pelo preço de 84,99 dólares e possui o peso de 325 gramas. Já o modelo Oozy pesa 235 gramas e estará disponível para a venda a partir de novembro.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização