25 de abril de 2024

Evo Morales pleiteará na ONU a criação do Dia Mundial do Pedestre e do Ciclista

O presidente da Bolívia anunciou que seu país pleiteará junto à ONU a instauração do Dia do Pedestre e do Ciclista, no qual campanhas de desestímulo ao uso de veículos automotores sejam celebradas mundialmente

O presidente da Bolívia, Evo Morales, anunciou este fim de semana durante um passeio ciclístico realizado na cidade de Cochabamba, que pretende lançar a proposta junto a Organização das Nações Unidas (ONU) que cada primeiro domingo de setembro seja celebrado como um dia de estímulo as caminhadas e pedaladas.

“Oxalá as Nações Unidas possam aprovar que em todo mundo tenhamos um dia dedicado a preservar e defender a Mãe Terra”, disse Morales.

Oxalá as Nações Unidas possam aprovar que em todo mundo tenhamos um dia dedicado a preservar e defender a Mãe Terra”

O Governo da Bolívia instituiu em 2011 uma lei determinando que todo primeiro domingo de setembro seja celebrado o Dia Nacional do Pedestre e do Ciclista em Defesa da Mãe Terra. Neste dia, fica proibida a circulação de veículos automotores em todo país durante oito horas.

Evo Morales - Foto: Alain Bachellier
Evo Morales – Foto: Alain Bachellier

A lei está sendo cumprida em várias grandes cidades bolivianas, como Cochabamba, La Paz e Sucre, capital constitucional da Bolívia. As ruas de La Paz, normalmente congestionadas pelo excesso de veículos, amanheceram tomadas por ciclistas e famílias que aproveitavam o feriado para praticar esportes ou passear.

Nesta cidade, sede do governo e do parlamento, a proibição do trânsito de veículos durou das 9 às 18 horas, com exceção dos veículos com permissões especiais para circular.

A prefeitura de La Paz organizou uma série de atividades, incluindo uma maratona, um circuito turístico para ciclistas e uma feira cultural e musical.

Em Cochabamba, Morales liderou uma caravana de cerca de 500 ciclistas que percorreu 20 quilômetros em um passeio pelos bairros da cidade.

O mandatário boliviano reiterou suas críticas aos países “desenvolvidos em demasia” que, segundo ele “não tem interesse em reduzir a poluição ambiental em todo o mundo”.

Veja também:

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização