24 de abril de 2024

Ryder Hesjedal e o estranho caso da ‘bicicleta dopada’

Vídeo que mostra bicicleta de ciclista canadense permanece com a roda traseira girando após queda na 7ª etapa da Vuelta a Espana reacende o debate sobre bicicletas motorizadas

Ryder Hesjedal: Dick Vigarista?
Ryder Hesjedal: Dick Vigarista?

Não é de hoje que alegações sobre ciclistas desonestos que utilizariam motores em suas bikes para obter vantagens em competições. Embora o fato nunca tenha sido comprovado, um vídeo que registra a 7ª etapa da Vuelta a España reacendeu o debate, ao mostrar uma estranha cena ocorrida segundos após a queda do ciclista Ryder Hesjedal.

No vídeo, Hesjedal estranhamente perde o controle de sua bicicleta em uma curva suave, caindo no asfalto completamente seco. O que ocorre em seguida é ainda mais estranho: Como se tivesse criado vida própria, a bicicleta continua a girar violentamente a roda traseira que, em contato com o solo, faz a bicicleta girar quase 360 graus, até ser parada pelo ciclista da Garmin-Sharp.

Embora para alguns se tratasse apenas de inércia rotacional, a cena foi suficiente para que a mídia especializada – incluindo o prestigiosos jornal francês L’Equipe -, questionar se a bicicleta de Hesjedal não seria motorizada.

Rumores de utilização de motores escondidos no interior do quadro de bicicletas existem dese 2010, quando o ciclista suíço Fabian Cancellara foi acusado de utilizar este tipo de ardil para vencer o Tour de Flanders e a Paris-Roubaix. Na época, nada foi comprovado e a União Ciclística Internacional (UCI) logo desmentiu o assunto:

“O risco para quem tenta fazer algo estúpido assim é simplesmente enorme, não apenas para o ciclista, mas para sua equipe e patrocinadores. Um campeão como Cancellara jamais faria isto”, disse Jean Wauthier, diretor da UCI.

Já o ex-ciclista profissional italiano Davide Cassani não só alega que este tipo de ‘doping de bicicleta’ existe, como vem sendo utilizado desde 2004. Cassani demonstrou inclusive o funcionamento de uma bicicleta contendo um pequeno motor elétrico oculto em seu interior durante entrevista à rede de TV italiana Rai Television (veja vídeo abaixo).

De acordo com União Ciclística Internacional, exames de raio-x são utilizados regularmente para a detecção de artifícios como este. A entidade assegura que até nenhum motor foi encontrado.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização