18 de abril de 2024

Scott desenvolve bermuda com tecnologia que protege o ciclista contra “raladas”

Um dos maiores líderes na fabricação de bicicletas, componentes e vestuários em todo mundo, a Scott, anunciou esta semana o desenvolvimento de uma nova tecnologia têxtil que poderá proporcionar um nível de proteção jamais imaginado às tradicionais bermudas de ciclismo.

Scott

Em parceria com a empresa suíça Schoeller Textiles, a Scott desenvolveu a tecnologia ITD ProTec, que resulta em um tecido extremamente resistente à abrasão, capaz de  proteger o ciclista contra arranhões e raladas decorrentes de tombos, seja no asfalto ou nas trilhas.

Scott RC ProtecEmbora as bermudas de lycra não sejam a melhor opção de proteção contra os tombos em trilhas de mountain bike, ainda são as mais utilizadas pelos adeptos do mountain bike XC, além de serem unanimidade no ciclismo de estrada.

O novo material é composto por uma malha de fios de carbono impregnada com micro partículas cerâmicas, resultando em um tecido extremamente resistente às “raladas”, sem perder as características necessárias de elasticidade e respirabilidade. Antes de se transformar em bermudas, bretelles e calças de ciclismo, o tecido passa por uma tratamento anti bacterial, para aumentar ainda mais o nível de proteção ao ciclista. Para se ter uma ideia do nível de proteção oferecida, comparado ao tecido utilizado em bermudas comuns, confira o vídeo abaixo:

De acordo com a Scott, a nova tecnologia será disponibilizada em sua linha de vestuário Scott RC Protec 2015 em bermudas, bretelles e calças. As camisas da mesma linha terão a área dos ombros neste novo tecido.

A nova linha estará disponível nas lojas a partir de janeiro de 2015. Até o presente momento não há informações sobre os preços e a disponibilidade no Brasil.

Veja também:

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização