23 de abril de 2024
Seleção Paraense é campeã geral

Seleção Paraense vence 37ª edição da Copa Norte/Nordeste de Ciclismo

Ciclistas do Pará acumularam cem pontos durante os três dias de competições. Provas de circuito foram realizadas neste domingo (24)

Seleção Paraense é campeã geral
Seleção Paraense é campeã geral

Depois de enfrentar provas de Contra-Relógio e Resistência, os ciclistas encerraram a participação na Copa Norte/Nordeste 2014 com uma prova de circuito que definiu o grande campeão da classificação geral. Até o inicio do último dia de competições, três seleções disputavam com reais condições de faturar o título.

Com apenas oito pontos de vantagem sobre a segunda colocada, a seleção paraense entrou no circuito, neste domingo (24), disposta a encarar os seus adversários com muita raça e acumular pontos suficientes para se tornar campeã. A tática parece que deu certo e o estado do Pará terminou a competição com cem pontos, vinte a mais do que a Seleção da Bahia, segunda colocada, e 26 pontos para a Seleção Sergipana, terceira.

“A Copa mais uma vez esta de parabéns, assim como o estado do Amapá, por ter sediado a competição, e também a Confederação Brasileira de Ciclismo pelo apoio. Acredito que temos que somar e trabalhar cada vez mais para crescer e fazer um evento ainda mais forte. Para a nossa equipe é muito gratificante terminar com o título. Ficamos todos os dias muito concentrados nas provas, avaliando os adversários, e demonstrando muita raça e união. Todo esse trabalho e dedicação foram fundamentais para alcançarmos esse resultado”, declarou Edilson Kramer, presidente da Federação Paraense de Ciclismo (FPC).

Chegada da Elite masculino
Chegada da Elite masculino

O campeão da prova de circuito na Categoria Elite foi o ciclista macapaense Eloi Rafael. O ciclista fez um excelente trabalho e foi o mais rápido do pequeno grupo de atletas que durante a prova acabaram se desgarrando do pelotão principal. O sergipano Andrei Dorea conquistou a prata e Ageu Ferreira, da Bahia, terminou com o bronze.

“Hoje a prova da Elite foi muito agitada, até por ser uma prova curta, de circuito, então o ritmo foi alto desde a largada. Apesar das dificuldades, meus companheiros de equipe fizeram um ótimo trabalho e me deixaram em excelente condição de fazer uma boa chegada. Estou muito feliz pela vitória, principalmente por ter sido decisiva para conquistarmos o quarto lugar geral”, declarou Eloi.

Mais uma vez surpreendendo as adversárias, a Roraimense Tatielle Valadares mostrou uma grande explosão nos metros finais e garantiu mais uma vez a vitória, somando a sua segunda medalha de ouro nesta edição da competição. Emocionada, a ciclista de 19 anos dedicou a vitória para sua mãe.

Chegada feminino
Chegada feminino

“Ser a única mulher na minha equipe e terminar a competição com duas medalhas de ouro para o meu estado me deixar muito feliz. Antes de sair de casa, em Roraima, prometi para minha mãe que iria conquistar uma medalha de ouro para ela aqui no Amapá, e não só cumpri com o prometido, como acabei com duas medalhas. Dedico essa vitória à ela”, destacou Tatielle bastante emocionada.

Ainda comemoraram a vitória na prova de circuito: Breno Morais (Seleção Sergipana), na categoria Junior; Vinicius Dantas (Seleção Baiana), na Juvenil; Ademilton dos Santos (Seleção Alagoana), na Máster 30-34 anos; Jaime de Sousa (Seleção Baiana), na Máster 35-39 anos; Aurelio Machado (Seleção Tocantinense), na Máster 40-44 anos; Raimundo Raniery (Seleção Amazonense), na Máster 45-49 anos; Carlos Angelo (Seleção Paraense), na Máster 50-54 anos; Valmiro da Paixão, na Máster 55-59 anos e Eliseo Antonio (Seleção Paraense), na Veterano.

O presidente da Federação Amapaense de Ciclismo (FAC), Antonio Carlos, destacou a importância de ter sediado o evento no estado do Amapá e fez questão de agradecer o esforço feito por todas as delegações presentes. “Tivemos o prazer de trazer a Copa novamente para o estado do Amapá e poder reunir os melhores atletas das regiões Norte e Nordeste na briga pelo título. Todas as delegações presentes estão de parabéns pelo esforço que demonstraram para poder montar as suas delegações e marcarem presença no evento, fazendo o verdadeiro esporte acontecer”.

“Os atletas também merecem os parabéns pelas disputas acirradas. Eles mostraram que estão treinando bastante, aumentando o nível da copa a cada ano. Precisamos também destacar o empenho e dedicação da Confederação Brasileira de Ciclismo para poder apoiar e organizar o evento, foram três dias de muito trabalho”, concluiu Antonio Carlos.

Fonte: Confederação Brasileira de Ciclismo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização