21 de abril de 2024
Pérsio e Beth Davison, pais de Pedro Davison, atropelado por um motorista embriagado quando pedalava no Eixão Sul no dia 19 de agosto de 2006 - Foto: Valter Campanato/ABr

Comissão do Senado aprova a criação do Dia Nacional do Ciclista

Pérsio e Beth Davison, pais de Pedro Davison, atropelado por um motorista embriagado quando pedalava no Eixão Sul no dia 19 de agosto de 2006 - Foto: Valter Campanato/ABr
Pérsio e Beth Davison, pais de Pedro Davison, atropelado por um motorista embriagado quando pedalava no Eixão Sul no dia 19 de agosto de 2006 – Foto: Valter Campanato/ABr

O Dia Nacional do Ciclista deverá ser celebrado anualmente em 19 de agosto, segundo projeto de lei da Câmara (PLC 43/08) que recebeu, nesta terça-feira (13), parecer favorável da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE). A proposta, que teve como relator o senador Gerson Camata (PMDB-ES), será agora examinada pelo Plenário em regime de urgência, a pedido do próprio relator. A data escolhida destina-se a prestar uma homenagem ao ciclista e biólogo Pedro Davison, que morreu em 19 de agosto de 2006 após ser atropelado por um automóvel no Eixo Rodoviário Sul, em Brasília, quando tinha apenas 25 anos. O motorista que o atropelou dirigia em velocidade excessiva e estava embriagado.

– O dia nacional será importante para promover o uso da bicicleta, um meio de transporte sustentável e viável. É preciso lembrar que não apenas os esportistas, mas também muitos trabalhadores usam a bicicleta e precisam trafegar com segurança e respeito – disse a mãe de Pedro, Elizabeth Davison, que acompanhou a votação do projeto juntamente com seu marido Pérsio e um grupo de defensores dos direitos dos ciclistas.

O relator do PLC 43/08 observou que o trânsito já mata cerca de 35 mil pessoas por ano no Brasil – ou duas mil a menos, apenas, que na Guerra do Iraque. Gerson Camata lembrou ainda que circulam no país aproximadamente 60 milhões de bicicletas. Ele elogiou a construção de uma grande rede de ciclovias em Vitória (ES), onde 27% dos trabalhadores usam a bicicleta para ir trabalhar, segundo pesquisa de origem e destino promovida pelo governo estadual e pela prefeitura.

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) também defendeu a aprovação do projeto. Na sua opinião, o Brasil já contaria com “cidades mais humanas se o transporte alternativo tivesse lido levado a sério há mais tempo”.

Fonte: Agência Senado

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização