23 de abril de 2024

Open Cycles 1.0, a mountain bike aro 29″ com 6,8kg – incluindo os pedais!

Em sua eterna busca por uma bicicleta leve e confiável, a marca alemã Open Cycles conseguiu, mais uma vez, se superar.

Em um mundo onde os quadros, peças e componentes são cobiçados por sua leveza, qual o critério para considerarmos uma bicicleta mountain bike aro 29″ realmente leve? Pouco mais de um ano após lançar a AXX1, uma mountain bike hardtail aro 26″ de apenas 7,3kg, restou a Open Cycles tentar bater este recorde… em uma bike 29er!

Open Cycles

O resultado foi o lançamento da nova Open 1.0 ou simplesmente The One. Soa pretensioso? Talvez. Mas a bicicleta com certeza justifica o nome…

Embora usualmente as bicicletas aro 29″ sejam mais pesadas que as aros 26 e 27.5″, a tecnologia do quadro, aliada a escolha criteriosa dos componentes, resultou em uma bicicleta com impressionantes 6,9 kg, incluindo os pedais, coisa que a maioria da concorrência omite de incluir no peso final de seus produtos.

O quadro é construído em fibra de carbono, construído com ângulos de entrelaçamento variáveis. Este tipo de design permite que o quadro apresente alguma flexão em áreas de estresse, como caixa de direção e stays, em detrimento da rigidez exigida por alguns atletas de sprint. Segundo os engenheiros que o desenvolveram, além de proporcionar maior conforto em terrenos irregulares, soluciona um problema recorrente em quadros muito leves e rígidos: a quebra pura e simples.

A escolha dos componentes e a montagem, que foi realizada pela empresa R2 Bikes, especialista em customização de bicicletas, inclui a mesa, guidão, canote e selim em fibra de carbono da marca alemã MCFK. Os freios são o Formula R1 (com rotores Ashima) e os pedais são os Bebop de aço inoxidável. A bike não possui amortecedor. Em seu lugar é utilizado o garfo rígido 3T Rigid Team Stealth, também em carbono.

Uma curiosidade: ao invés de utilizar um grupo mais leve de 1 x 11 velocidades, foi escolhido o grupo SRAM XX de 2 x 10 velocidade, ainda que em conjunto com o pedivela de carbono Clavicula M3, completo com um medidor de potência instalado. Ou seja, a bike pode ficar ainda mais leve se o grupo for trocado e o power meter retirado…

Open Cycles

Para manter as rodas o mais leve possível, foram utilizados cubos alemães Tune Prince (traseiro) e Princess (dianteiro), montados em aros AX Lightness clincher de carbono. Os pneus escolhidos foram os Schwalbe Thunder Burt.

Até o presente momento ainda não há informações sobre o preço da nova Open 1.0. Em breve, maiores informações.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização