25 de maio de 2024

Anne-Caroline Chausson apresenta sua bike protótipo da Ibis, com rodas 27.5″

Anne-Caroline Chausson - Foto: Josh Patterson / Future Publishing
Anne-Caroline Chausson – Foto: Josh Patterson / Future Publishing

A francesa Anne-Caroline Chausson é um dos maiores expoentes da história do Mountain Bike, tendo acumulado títulos no Downhill, 4x e Dual Slalon, além de conquistar nada menos que quinze camisas arco-íris referentes a campeonatos mundiais pela União Ciclística Internacional (UCI) e quatorze títulos europeus. Isto sem contar com as sete Copas Mundiais de Mountain Bike que levou para casa.

A atleta de 36 anos que atualmente compete na modalidade Enduro, utilizou até o ano passado uma Ibis Mojo HDR com rodas de 26 polegadas. este ano, entretanto, rendeu-se ao formato 650B (27.5 polegadas).

Na última edição do Enduro World Series realizado em Winter Park, Colorado (EUA), Anne-Caroline utilizou um protótipo da produzido pela Ibis. “A principal diferença que notei foi que uma bike com maiores mantém a velocidade com mais facilidade nas curvas”, disse Anne-Caroline quando perguntada sobre como sua nova bicicleta se comportava em relação ao modelo anterior com rodas 26 polegadas.

Foto: Josh Patterson / Future Publishing
Foto: Josh Patterson / Future Publishing

A nova bike da Ibis não é apenas uma mera adaptação de rodas maiores em uma bike já existente. O ângulo do tubo da caixa de direção foi alterado de 66 para 66.5º. Esta pequena alteração permitiu uma dirigibilidade mais relaxada, tornando uma excelente opção para trilhas mais técnicas. Além disso, a bike teve seu curso de amortecimento aumentado em relação à Mojo HDR, com 150 a 160mm (ajustável).

O tubo inferior da bike utiliza uma curva acentuada a partir da caixa de centro, o que aumenta o espaço interno do quadro, permitindo a utilização de um porta garrafas (algo impensável de se utilizar nas atuais Ibis Mojo!). O link principal da balança traseira, posicionado a frente do tubo do selim em modelos anteriores, agora está situado atrás do mesmo. Por falar em tubo de selim, não há plataforma de montagem para câmbio dianteiro na nova bike, que utiliza o grupo monoprato SRAM XX1 de 1 x 11 velocidades. Como a Ibis é bem conhecida por seus produtos aftermarket, é possível que o fabricante venha a produzir adaptadores para fixação de câmbios dianteiros no quadro.

O tamanho dos rolamentos da balança traseira aumentaram significativamente de tamanho, o que sem dúvida aumenta sua vida útil com um mínimo de aumento de peso.

Especificações

  • Quadro: Ibis 27.5 (protótipo)
  • Amortecedor dianteiro: Bos Deville, 160mm de curso
  • Amortecedor traseiro : Bos Kirk (curso ajustável de 150-160mm)
  • Caixa de direção: Cane Creek 40 series
  • Mesa: Easton Havoc, 50mm
  • Guidão: Joystick Analog Carbon, 750mm
  • Manoplas: Lizard Skins Moab Lock-on
  • Freios: Magura MT7, com rotores de 180mm
  • Guia de corrente: Truvativ-branded MRP 1X
  • Câmbio traseiro: SRAM XX1
  • Passador do câmbio traseiro: SRAM XX1
  • Cassete: SRAM XX1, 10-42 dentes
  • Corrente: SRAM PC-X1
  • Pedivela: SRAM XX1,170mm
  • Coroa: SRAM X-Sync, 34t
  • Movimento central: SRAM GXP
  • Pedais: Mavic Crossmax XL (Clipless)
  • Rodas: Mavic Crossmax Enduro
  • Pneu dianteiro: Maxxis High Roller II, 27.5 x 2.40″
  • Pneu traseiro: Michelin Wild Grip’R 27.5 x 2.35″
  • Selim: Joystick Binary LT
  • Canote de selim: RockShox Reverb Stealth (telescópico)
  • Acessórios: Medidor de potência Stages Cycling, ciclocomputador GPS Garmin Edge 500
  • Peso total: 13kg

Veja também:

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização