23 de abril de 2024
A Efapel-Glassdrive começou a Volta com vitória - Foto: DR /Podium

Espanhol Victor de la Parte é o primeiro líder da Volta a Portugal

A Efapel-Glassdrive começou a Volta com vitória - Foto: DR /Podium
A Efapel-Glassdrive começou a Volta com vitória – Foto: DR /Podium

Victor de la Parte, da equipe da Efapel-Glassdrive, venceu o prólogo em Fafe

O ciclista espanhol Víctor de la Parte foi o único dos 138 ciclistas que participam na Volta a Portugal a percorrer os 6,8 quilômetros do prólogo em Fafe em menos de 9 minutos. O espanhol provou ser especialista no assunto, ao cumprir a jornada inaugural em uma média de 45,7 km/h, em 8m56s e é o primeiro camisa amarela da prova.

Mas o dia foi igualmente bom para o seu compatriota Gustavo Veloso, um dos principais favoritos. O atual vice-campeão foi o segundo mais rápido, a 4 segundos do vencedor.

O líder da OFM-Quinta da Lixa, equipe que pôde finalmente entrar na corrida, depois da UCI ter aceito a inscrição do novo diretor-desportivo, Jesus Rosendo, conquistou 6 segundos a Luis León Sanchéz, 11 segundos sobre Edgar Pinto (4º da geral em 2013), 16 sobre Delio Fernández, 17 a Rubén Fernández (vencedor da Volta a França do Futuro do ano passado), 24 a Daniel Silva (6º) e Hugo Sabido, 27 a Ricardo Mestre (vencedor em 2011), 29 a Hernâni Broco (5º) e, especialmente, 30 a Rui Sousa (3º). “Sabia que se quero estar na discussão da Volta tinha de ser primeiro ou segundo. As diferenças são pequenas, mas é um bom resultado”, considerou Veloso.

À sua frente classificou-se apenas Víctor de la Parte, da Efapel-Glassdrive. “Não espera vencer o prólogo, a amarela não era um objetivo imediato”, disse, apesar de seu currículo o apontar como um dos candidatos a dominar a etapa. Há 20 dias, ele já tinha triunfado no prólogo do Troféu Joaquim Agostinho que, de resto, teve um top 4 parecido com a corrida desta quarta-feira. Veloso tinha sido 4º e o russo Sergey Shilov (Lokosphinx) 3º.

É evidente a qualidade de De la Parte no contra-relógio, no qual acumula resultados interessantes. Foi 7º colocado no campeonato espanhol da especialidade em 2012, 11º em 2013 e 12º há cerca de um mês, além de campeão basco duas vezes. Iniciou-se como profissional na Caja Rural, depois de vencer a Volta a Navarra, mas no final de 2011 foi dispensado e só encontrou lugar para voltar a competir numa equipa grega, ao serviço da qual obteve várias vitórias, mas sempre em competições menores, como a Volta a Argélia.

A Efapel apostou nele este ano e encontrou um ciclista de qualidade, ótimo no contra-relógio, mas capaz de se defender bem nas montanhas, como também demonstrou no Troféu Joaquim Agostinho, que terminou na 2ª posição. O complemento destas características deve fazer com que os adversários o tenham debaixo de olho no resto da Volta a Portugal.

Luis León Sanchéz (Caja Rural) completou o pódio 100 por cento espanhol do prólogo em Fafe, a dez segundos do líder. Edgar Pinto (LA-Antarte) e Sérgio Sousa (Efapel) também estiveram bem e foram os melhores portugueses na etapa, nos 5º (a 15s) e 7º lugares (a 17s), respectivamente.

Os sprinters devem ter nesta quinta-feira uma rara oportunidade na chegada à Maia.

Classificações

1ª Etapa – Fafe-Fafe, 6,8 KM (CRI)

  1. Victor de la Parte (Efapel-Glassdrive), 8m56s (média: 45,672 km/h)
  2. Gustavo Veloso (OFM-Quinta da Lixa), a 4s
  3. Luis León Sanchéz (Caja Rural), a 10s
  4. Sergey Shilov (Lokosphinx), a 14s
  5. Edgar Pinto (LA-Antarte), a 15s
  6. Stefan Schumacher (Christina Watches), m.t.
  7. Sérgio Sousa (Efapel-Glassdrive), a 17s
  8. Jose Toribio (Ukyo), a 19s
  9. Delio Fernandéz (OFM-Quinta da Lixa), a 20s
  10. Ruben Fernandéz (Caja Rural), a 21s

Classificação geral por equipe

  1. Efapel-Glassdrive, 27m29s
  2. OFM-Quinta da Lixa, a 5s
  3. Caja Rural, a 29s

Classificação categoria Juvenil

  1. Ruben Fernandéz (Caja Rural)
  2. Max Werda (Team Stolting)
  3. Frederik Dombrowski (Team Stolting)

Fonte: Público.PT

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização