21 de abril de 2024

O que fazer para prevenir e acabar com a dormência nos pés

pes_capa

Muitos ciclistas costumam reclamar de adormecimento nas extremidades dos pés, principalmente durante pedaladas de médio e longo percurso. Quando este tipo de problema ocorre, podemos pensar em quatro causas: sapatilhas ou calçados inadequados ou de má qualidade, taquinhos mal ajustados, altura incorreta do canote do selim, largura inapropriada do selim e metatarsalgia.

No que diz respeito às sapatilhas, devemos prestar atenção se suas medidas correspondem as dos pés do ciclistas. Como a numeração das sapatilhas importadas quase nunca correspondem às medidas adotadas no Brasil (com a exceção da marca Scott vendidas no Brasil), frequentemente deparamos com ciclistas utilizando calçados com dimensões inapropriadas.

Dependendo da fôrma utilizada nas sapatilha, é possível também que se tenha um produto com as dimensões corretas para os pés do cilistas no sentido longitudinal, mas que apertam na região da  segunda articulação do dedão do pé, localizada na parte mais larga do pé.

Uma boa sapatilha para ciclismo deve exercer uma pressão uniforme sobre os pés. Sapatilhas de baixa qualidade via de regra “estrangulam” os pés ao serem fechadas por suas tiras de velcro, cadarços ou presilhas, causando pontos de pressão que resultam em dormência e formigamento devido à falta de circulação sanguínea na região.

A contratação dos serviços de um profissional de Bike Fit pode reduzir e até mesmo eliminar os sintomas de dormência e formigamento nos pés
A contratação dos serviços de um profissional de Bike Fit pode reduzir e até mesmo eliminar os sintomas de dormência e formigamento nos pés

O próximo ponto a observar é o posicionamento dos taquinhos na sapatilha. Taquinhos instalados muito a frente além de exigir maior esforço do ciclista, via de regra é responsável por lesões nos joelhos, dores musculares ao longo das pernas e formigamento/dormência nas extremidades dos pés. Caso tenha alguma dúvida sobre a correta instalação dos taquinhos em suas sapatilhas, consulte o artigo “Como instalar e ajustar corretamente os taquinhos da sapatilha“.

Além destas medidas, a utilização de palmilhas que proporcionem um bom apoio plantar pode contribuir para a redução da sensação de formigamento.

Outro motivo para a dormência e formigamento nos pés está diretamente relacionada a uma combinação de altura inapropriada do canote com o uso de selins excessivamente largos, que podem literalmente estrangular os vasos sanguíneos das pernas, causando o desconforto. Em caso de dúvidas sobre a altura correta do canote do selim, utilize nossa calculadora Fit System ou melhor ainda, consulte um bom profissional de Bike Fit.

Se após conferir todos os itens citados acima os sintomas de formigamento e dormência nos pés persistirem, procure a ajuda de um profissional de ortopedia esportiva, preferencialmente especializado em ciclismo. Entre as causas mais sérias dos sintomas está a metatarsalgia.

Metatarsalgia significa literalmente “dor no metatarso”. Se você tem essa condição, pode sentir como se houvesse uma bola ou meia dobrada no seu antepé, incomodando e fazendo volume ao andar, além de causar dor e formigamento.

Prevenção – Alguns exercícios e massagens podem ajudar enormemente na prevenção da dormência, ativando a circulação sanguínea na área dos pés:

Alongamento  – Alongar os músculos da panturrilha irá diminuir a pressão na parte da frente de seu pé durante a pedalada. Você precisa alongar todos os grupos musculares para obter melhores resultados. Realizar ao menos duas vezes por dia com os joelhos flexionados e esticados.

Musculatura – Fortalecimento e treino de equilíbrio são muitas vezes uma parte negligenciada do treinamento em ciclismo. Ao fortalecer os músculos dos pés e das panturrilhas, você restaura no corpo a habilidade natural de manter o seu arco e reduz a pressão durante a pedalada.

Massagens – Massageie os músculos profundos dos seus pés e perna, inclusive seus ossos metatarsais. Rolar com os pés uma garrafa gelada, fazendo movimentos de ir e vir com os pés ajuda a relaxar os pés.

Tonificação – Andar descalço na areia ou no gramado de um a três minutos uma vez por dia ajuda a tonificar os músculos profundos e tendões dos pés.

Veja também:

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização